Assinaturas Classificados
Assinaturas

Publicidade

Fotos: Hedeson Alves/Gazeta do Povo

Fotos:  Hedeson Alves/Gazeta do Povo /
Compare

Qual petisco é mais saudável?

07/07/2010 | 00:11 |
  • Comentários

Pipoca, amendoim, salgadinho industrializado e mix de castanhas são os pratos principais de reuniões entre amigos. É difícil encontrar quem não goste. Esses tira-gostos, porém, podem ser prejudiciais à saúde se consumidos em grandes quantidades. Confira os principais valores nutricionais de cada um deles:

Pipoca

Atenção ao rótulo

É importante ficar atento às composições de salgadinhos e alimentos industrializados. Muitos, principalmente as frituras, têm uma substância chamada acrilamida. “O estudo sobre esse componente ainda é recente. Mas o consumo desses produtos deve ser limitado porque pode ocasionar alterações no sistema nervoso e aumentar os riscos de doenças no coração”, afirma a nutricionista Simone Simas.

Na compra

Evite a contaminação por toxinas

Amendoins e castanhas precisam de um cuidado especial na hora da compra porque podem estar contaminados com o fungo Aspergillus flavus, que produz uma toxina chamada aflatoxina. Essa substância, se consumida em excesso, pode causar danos ao fígado e até mesmo levar a doenças graves, como câncer e cirrose. “Por isso, é muito importante comprar amendoim, pistache e castanhas de empresas idôneas que tenham registro no Ministério da Agricultura”, recomenda Gisele Raymundo. Segundo ela, os produtos devem ser embalados, ter rótulo com valores nutricionais e etiqueta de registo no Ministério. Essa é a melhor forma de se prevenir, já que a presença do fungo não causa alteração na cor ou no sabor dos alimentos.

Em 100 gramas do milho para pipoca há 444 calorias. O valor é quatro vezes maior do que a mesma quantidade de grãos de milho verde. Embora seja calórico, o grão de pipoca oferece alguns nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo. “Há pequenas quantidades de cálcio, fibras e proteínas", explica a nutricionista do Prolab Centro Diagnóstico Cardiológico Simone Simas.

Para aproveitar os nutrientes e diminuir a quantidade de calorias, faça a pipoca em casa e coloque pouco óleo. Segundo Simone, cinco gostas de óleo de canola são suficientes. Use orégano para temperar, que saboriza sem acrescentar sal.As de micro-ondas são as campeãs em quantidade de sal. Em um pacote de 100 gramas de pipoca natural com sal há 984 miligramas de sódio. Nesse caso, prefira as do tipo light, que tem metade das calorias e da quantidade de sal. “Mesmo assim o consumo deve ser esporádico e moderado”, diz.

Amendoim

Rico em ácido linoleico, o amendoim cru é uma fonte de gordura insaturada, considerada saudável. “Esse tipo de gordura atua diminuindo os níveis de LDL, que é o colesteral 'ruim'. Por isso, previnem doenças cardiovasculares”, afirma Simone. Apesar de o amendoim ser visto como uma leguminosa saudável, os industrializados do tipo japonês concentram muito sódio e são altamente calóricos. Segundo a professora de Nutrição da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) Gisele Raymundo, cada 50 gramas do produto têm 200 calorias. “Quando consumido em quantidades pequenas, o amendoim japonês não representa mal à saúde. Mas, como estamos em um período de Copa do Mundo, o torcedor acaba comendo mais do que o recomendável”, diz. Os ovinhos de amendoim também têm um valor energético alto. Para cada 30 gramas, 156 calorias. Gisele explica que o amido da massa é o grande vilão. “Esses petiscos, quanto mais elaborados, mais concentram gordura e sódio."

Salgadinhos e castanhas

Avelãs, amêndoas, castanha-de-caju, castanha-do-pará e pistache são oleaginosas que, quando consumidas com moderação, só contribuem ao bom funcionamento do organismo. “Esses alimentos são ricos em gorduras monoinsaturadas, que auxiliam no combate a doenças coronarianas e promovem maior saciedade”, explica Gisele. Pelo alto valor energético, o indicado é que o consumo diário não ultrapasse meia xícara, que pode ser só de um tipo ou um mix de castanhas. Já para os salgadinhos industrializados, além do valor calórico e do índice de sódio alto, o óleo da fritura é um agravante. “Alguns deles são assados, porém todos têm gordura trans. Até mesmo os que dizem que não têm, têm em pouca quantidade”, diz Simone. Esses produtos também têm aromatizantes e conservantes que dificultam a digestão, principalmente se forem consumidos com bebidas alcoólicas. “Isso pode causar um ganho de peso excessivo”, afirma Gisele.

      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 69,30 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade