Assinaturas Classificados
Assinaturas

Publicidade
Campanha

Unidades de saúde irão aplicar vacinas em atraso nas crianças

Neste sábado (18), dezoito unidades de saúde estarão abertas em Curitiba

17/08/2012 | 19:28 | atualizado em 17/08/2012 às 21:51
  • Comentários

Neste sábado (18), os pais poderão levar os filhos com cinco anos incompletos e com a caderneta de vacinação em atraso para receber as doses faltantes na rede pública de Curitiba. Na capital, 18 unidades de saúde da rede municipal estarão abertas, das 8 às 17 horas, e terão nove vacinas disponíveis: BCG, Hepatite B, Poliomielite, Tetravalente, Rotavírus, Tríplice Viral, Dupla Bacteriana, Pneumocócica e Meningocócica “C”.

O objetivo da ação é manter o esquema de imunização em dia. A Campanha de Atualização Vacinal será retomada na segunda-feira (20) e se estenderá até sexta-feira (24). Durante esses dias, os pais podem levar as crianças a uma das 109 unidades básicas durante o horário normal de funcionamento.

Confira postos abertos no sábado

Bairro Novo: Unidade João Cândido (Rua Ourizona, 2525) e Unidade Umbará (Rua Dep. Pinheiro Jr, 915).

Boa Vista: Unidade Bacacheri (Av. Erasto Gaertner, 797) e Unidade Bairro Alto (Rua Jornalista Alceu Chichorro, 314).

Boqueirão: Unidade Vila Hauer (Rua Waldemar Kost, 650) e Unidade Eucaliptos (Rua Lázaro Borssatto, 150).

Cajuru: Unidade Iracema (Rua Profº Nivaldo Braga, 130) e Unidade Salgado Filho ((Av. Sen. Salgado Filho, 5265).

CIC: Unidade Oswaldo Cruz (Rua Pedro Gusso, 3497) e Unidade CAiuá (Rua Arnaud Ferreira Velloso, 200).

Matriz: Unidade Mãe Curitibana (Rua Jaime Reis, 331) e Unidade Ouvidor Pardinho (Rua 24 de Maio, entre Iguaçu e Getúlio Vargas).

Pinheirinho: Unidade Rio Bonito (Rua Fanny Bertoldi, 170) e Unidade Vila Machado (Rua Laudelino Ferreira Lopes, 2959).

Portão: Unidade Vila Guaíra (Rua São Pulo, esquina com Augusto de Mari) e Unidade Santa Quitéria II (Rua Bocaiúva, 3.100).

Santa Felicidade: Unidade São Braz (Rua Antônio Escorsin, 1960) e Unidade Campina do Siqueira (Rua Mário Tourinho, esquina com Martim Afonso).

Substituições

Durante a campanha, o Ministério da Saúde vai incluir duas novas apresentações de vacinas já disponíveis na rede pública. A pentavalente é uma associação da tetravalente (contra tétano, difteria, coqueluche e demais infecções por Haemophilus influenzae do tipo B) com a que protege do hepatite B. Já a injetável contra a paralisia será usada no lugar das três gotinhas para os bebês que estão completando 2 meses e forem iniciar o processo de imunização. As crianças que já começaram a imunização com as três gotinhas continuarão recebendo este tipo de vacina até que completem a terceira dose.

Adolescentes, adultos e idosos com doses em atraso devem procurar as suas unidades de saúde nos dias normais de atendimento.

Saiba mais sobre as vacinas:

BCG: A BCG tem dose única, que deve ser dada quando a criança estiver com idade entre 0 e 30 dias. Protege contra tuberculose.

Hepatite B: São três doses oferecidas com o seguinte intervalo: uma ao nascer, uma aos 30 dias de vida e uma aos 6 meses. Protege contra hepatite B.

Poliomielite: Três doses, sendo uma aos 2 meses, outra aos 4 e a última aos 6 meses. Protege contra paralisia infantil.

Tetravalente: São três doses, sendo uma aos 2 meses, outra aos 4 e a última aos 6 meses. Também há um reforço da última dose, que deve ser dado aos 15 meses. Protege contra difteria, tétano, coqueluche, meningite e demais infecções por Haemophilus influenzae tipo B.

Rotavírus: São duas doses, uma aos 2 e outra aos 4 meses. Protege contra o rotavírus.

Tríplice Viral: Duas doses. Uma deve ser dada aos 12 meses e a outra deve ser dada quando a criança tiver entre 4 e 6 anos. Protege contra sarampo, rubéola e caxumba.

Dupla Bacteriana: Três doses que devem ser dadas a partir dos 7 anos. Protege contra difteria e tétano.

Pneumocócica: A quantidade de doses depende da idade do bebê. Em bebês de até seis meses: três doses com intervalos de dois meses e reforço após 1 ano. Em bebês de 7 a 9 meses: duas doses e reforço após 1 ano de vida. Em crianças com idades entre 10 e 11 meses: duas doses. Em crianças de 12 a 23 meses: dose única. A vacina protege contra meningites, pneumonias, sinusites e otites.

Meningocócica “C”: A quantidade de doses depende da idade do bebê. São duas doses para crianças até 1 ano (aos 3 meses e aos 5 meses + reforço aos 15 meses) e dose única para os que já fizeram 1 ano. Protege contra meningite meningocócica.

      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 49,90 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade