Saúde

Fechar
PUBLICIDADE

Estatura

De centímetro em centímetro

 |
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Ao longo da vida, as crianças têm diferentes fases de crescimento. Até os dois anos, elas crescem de forma muito rápida. Depois esse ritmo cai e volta a acelerar apenas na puberdade. Saiba mais:

Fique de olho

É importante ressaltar que cada criança cresce a seu tempo, mas os pais podem ficar atentos a alguns sinais e procurar orientação médica:

Se a criança utilizar o mesmo tamanho de roupa por mais de um ano.

Se houver carência de proteína ou de ferro.

Se a maioria dos colegas da escola já tiver passado pelo estirão e seu filho ainda não.

Ritmos diferentes

Estirão: meninos e meninas crescem em ritmos diferentes. Até os dois anos essa velocidade não é muito diferente entre os sexos, mas, quando chegam à puberdade, as garotas sofrem um estirão exatamente no início dela, já os meninos demoram um pouco mais. Não há como precisar o momento, mas é importante ficar de olho se está demorando para acontecer.

Menarca: do início da puberdade até a menarca (primeira menstruação) passam-se cerca de dois anos. Quando uma menina começa a menstruar, ela já cresceu 80% do seu potencial de crescimento.

Calcule a altura do seu filho

Linhas de Crescimento

A Organização Mundial da Saúde (OMS), depois de realizar pesquisas em países de todos os continentes, criou uma tabela com linhas de crescimento que valem para as crianças de uma maneira geral, independentemente da origem étnica, situação socioeconômica ou tipo de alimentação. Passe o mouse pelos gráficos abaixo e veja o ritmo de crescimento para cada idade.

Fatores que influenciam o crescimento

Ambientais: alimentação, criança desnutrida cresce menos.

Genéticos: a fruta não cai muito longe do pé. Normalmente os filhos tendem a ter alturas próximas às dos pais.

Psicológicos: criança mal tratada ou com rejeição pode ter seu desenvolvimento comprometido.

Patológicos: doenças hormonais que alteram a absorção dos alimentos, raquitismo, hipotireoidismo, anemias, entre outras.

Doenças genéticas: como a síndrome de Turner, por exemplo.

Acompanhamento médico

Crianças precisam consultar o pediatra regularmente.

Até 1 ano de idade: todos os meses

De 1 ano a 2 anos: a cada 3 meses

Até a idade adulta: uma vez por ano

Fonte: Organização Mundial da Saúde (OMS) e Ana Cristina Ravazzani, médica e professora de endocrinologia da PUCPR. Infografia: Pablo Peiker, Fabiane Lima e Guilherme Storck/Gazeta do Povo.

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Saúde

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais