PUBLICIDADE
Maringá

Acidente entre carros e ônibus mata criança e fere cerca de 50 pessoas

Segundo a PRE e o Corpo de Bombeiros, acidente aconteceu nesta sexta-feira, entre Maringá e Paiçandu. Até as 11 horas, 48 vítimas haviam sido encaminhadas a hospitais

  • Atualizado em às

Um acidente envolvendo dois automóveis e um ônibus da empresa Transporte Coletivo Cidade Canção (TCCC) matou uma menina na rodovia PR-323, no trecho entre Maringá e Paiçandu, no Noroeste do Paraná, por volta das 6h15 desta sexta-feira (9). Além disso, pelo menos 48 pessoas ficaram feridas, três delas em estado grave. A informação é da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), do Corpo de Bombeiros e dos hospitais que atenderam as vítimas.

De acordo com o encarregado do departamento de trânsito da empresa TCCC, Eliverte Riedo, primeiro houve uma colisão frontal entre uma caminhonete modelo Hillux, com placas de Luziana (GO) e um veículo Gol, com placas de Paiçandu (PR). Depois, a caminhonete invadiu a pista contrária e bateu de frente com o ônibus, que seguia sentido Maringá. A criança que estava na caminhonete morreu na hora.

Vítimas, que foram encaminhadas aos hospitais Santa Rita e Santa Casa, em Maringá ; ao Hospital Metropolitano, emSarandi; e ao Hospital São José, em Paiçandu.

A informação era de que, até as 10 horas, 27 pessoas haviam sido encaminhadas ao Hospital São José e seis ao Hospital Metropolitano. De acordo com os hospitais, todas as vítimas apresentavam ferimentos leves.

Oito pessoas foram encaminhadas ao Hospital Santa Casa, uma delas em estado grave. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, a vítima seria submetida a exames. Quatro pessoas apresentavam contusões leves e três já haviam sido liberadas até as 10 horas.

Sete pessoas foram ainda atendidas pelo Hospital Santa Rita, sendo duas encaminhas à Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Segundo a assessoria do hospital, cinco pessoas estavam sendo atendidas no pronto-socorro da unidade por volta das 11h10.

Duplicação é pedido antigo

Conhecida como Corredor da Moda, por ligar cidades do pólo de confecções do Noroeste, a PR-323 ganhou outro apelido nos últimos anos: Rodovia da Morte. O trecho causa centenas de acidentes todos os anos. Por isso, nos últimos dois anos, o movimento Duplicação Já - PR-323 realizou diversas manifestações nas cidades de Maringá, Cianorte e Umuarama, a fim de chamar a atenção das autoridades para a reivindicação.

Em 28 de setembro, o governador Beto Richa (PSDB) assinou a ordem de serviço para a duplicação do trecho entre Maringá e Paiçandu da rodovia. A obra, orçada em R$ 30 milhões, vai se estender por quatro quilômetros. Além disso, o projeto prevê o alargamento das avenidas marginais, construção de novos viadutos e instalação de ciclovias.

PUBLICIDADE
    • SELECIONADO PELO EDITOR
    • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
    • QUEM MAIS COMENTOU
    Assine a Gazeta do Povo
    • A Cobertura Mais Completa
      Gazeta do Povo

      A Cobertura Mais Completa

      Assine o plano completo da Gazeta do Povo e receba as edições impressas todos os dias da semana + acesso ilimitado no celular, computador e tablet. Tenha a cobertura mais completa do Paraná com a opinião e credibilidade dos melhores colunistas!

      Tudo isso por apenas

      12x de
      R$49,90

      Assine agora!
    • Experimente o Digital de Graça
      Gazeta do Povo

      Experimente o Digital de Graça!

      Assine agora o plano digital e tenha acesso ilimitado da Gazeta do Povo no aplicativo tablet, celular e computador. E mais: o primeiro mês é gratuito sem qualquer compromisso de continuidade!

      Após o período teste,
      você paga apenas

      R$29,90
      por mês!

      Quero Experimentar
    VOLTAR AO TOPO