PUBLICIDADE
Tragédia

Ciclista morre atropelado por caminhão na BR-277

Acidente ocorreu próximo a praça de pedágio no início da manhã desta quinta-feira. Ciclista era profissional, tinha 41 anos e costumava treinar na rodovia

  • Atualizado em às

O ciclista profissional Demétrius Kirache, de 41 anos, morreu atropelado por um caminhão na BR-277 na manhã desta quinta-feira (9). O acidente ocorreu por volta das 6h50 no quilômetro 65 da rodovia, que fica próximo à praça de pedágio, na pista sentido Paranaguá. As informações são da Ecovia, concessionária de pedágio que administra a rodovia.

Ciclistas relataram que o caminhão teria saído da pista, invadido o acostamento e atropelado o homem, que fazia um treinamento acompanhado de cerca de dez pessoas. Ele morreu no local e os outros ciclistas não tiveram ferimentos. O grupo, formado por profissionais, seria bastante experiente e realizava treinamentos na rodovia com frequência.

O caminhão fugiu sem prestar socorro à vítima. A informação da Ecovia é de que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) já tem a placa do veículo e está tentando localizar o motorista. Porém, em contato realizado com o posto da PRF que fica mais próximo do local do acidente, o policial rodoviário Braga informou que não tinha a placa do veículo para tentar localizar o caminhão.

O Secretário Municipal de Trânsito de Curitiba, Marcelo Araújo, que também é triatleta demonstrou preocupação com o fato. “Estou muito preocupado com a segurança dos ciclistas até porque agora se tornou responsabilidade minha. As rodovias não estão sob minha responsabilidade, mas o trabalho deve ser feito de forma conjunta. Sugiro que seja desencadeado um movimento em favor dos ciclistas que treinam nas rodovias. A minha parte estou tentando fazer da melhor maneira possível”, afirma.

Para o presidente da Federação Paranaense de Triathlon, Luiz Iran Guimarães, acidentes desse tipo são comuns no trecho, mas ocorrem porque os ciclistas não tem outra opção de local para treinar. Segundo ele, a partir do cruzamento com a Avenida Rui Barbosa, em São José dos Pinhais, a rodovia fica menos perigosa porque o número de saídas pela direita para os veículos é menor.

Desde 2001, mais de 1,8 mil ciclistas morreram vítimas de acidentes de trânsito no Paraná. A média é de um acidente fatal a cada dois dias, segundo dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM/DataSUS), do Ministério da Saúde.

Leia mais no blog Ir e Vir e Bike.

PUBLICIDADE
    • SELECIONADO PELO EDITOR
    • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
    • QUEM MAIS COMENTOU
    Assine a Gazeta do Povo
    • A Cobertura Mais Completa
      Gazeta do Povo

      A Cobertura Mais Completa

      Assine o plano completo da Gazeta do Povo e receba as edições impressas todos os dias da semana + acesso ilimitado no celular, computador e tablet. Tenha a cobertura mais completa do Paraná com a opinião e credibilidade dos melhores colunistas!

      Tudo isso por apenas

      12x de
      R$49,90

      Assine agora!
    • Experimente o Digital de Graça
      Gazeta do Povo

      Experimente o Digital de Graça!

      Assine agora o plano digital e tenha acesso ilimitado da Gazeta do Povo no aplicativo tablet, celular e computador. E mais: o primeiro mês é gratuito sem qualquer compromisso de continuidade!

      Após o período teste,
      você paga apenas

      R$29,90
      por mês!

      Quero Experimentar
    VOLTAR AO TOPO