Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

story
Enkontra.com
PUBLICIDADE

insegurança

Comércio e vizinhos acreditam que módulo da PM trará mais tranquilidade ao entorno da Rua Cruz Machado

Polícia Militar anunciou que vai transferir a base do Passeio Público para o imóvel da antiga sinagoga até o fim do ano

Antiga sinagoga vai abrigar central da PM no Centro de Curitiba | Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
Antiga sinagoga vai abrigar central da PM no Centro de Curitiba Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

O anúncio na última sexta-feira de que o módulo da Polícia Militar do Passeio Público será transferido até o fim do ano para a antiga sede da sinagoga de Curitiba, na Rua Saldanha Marinho, no Centro, traz a expectativa de segurança para comerciantes, moradores e frequentadores do entorrno da Praça Santos Dumont/Rua Cruz Machado, área comum do tráfico de drogas na capital.

Diego Salvador, de 25 anos, trabalha em uma academia próxima e é um dos que já imaginam uma Cruz Machado mais segura com a presença da PM. Semana passada, ele chegou a tentar conter um homem que assaltou uma mulher na rua. “Ela passou chorando, gritando e eu e mais um aluno fomos atrás, mas os caras conseguiram fugir”, relata.

Dono de uma loja de material de limpeza na Rua Conselheiro Laurindo, Alexandre Pedron afirma que a violência da região é tão enraizada que altera até os procedimentos de contratação de funcionários no comércio: os homens acabam tendo preferência por serem menos visados pelos ladrões. “Isso realmente influencia. Tanto que a gente não deixa as mulheres muito lá na frente da loja. O cara pensa duas vezes antes de entrar e fazer alguma coisa [se tiver homem no atendimento no balcão]”, observa.

Em relação à vizinhança, outra coisa que incomoda é o barulho dos bares e boates do circuito Cruz Machado. Um morador conta que o barulho à noite incomoda tanto que a própria vizinhança tenta tomar uma atitude. “Eu já cheguei a jogar ovos no pessoal porque a gritaria estava absurda”, afirma um vizinho, que mora na região há 17 anos.

Revitalização

O aumento do policiamento na Cruz Machado, no entanto, não é visto como a única medida para melhorar a segurança na região da Praça Santos Dumont. O dono de uma padaria no entorno, Valmir Javorski, diz que é preciso revitalizar a área também. “Segurança e revitalização aumentam o fluxo de gente. E quanto mais pessoas circulando, mais cliente nós temos. Tenho certeza que as vendas aqui poderiam aumentar”, avalia.

José Antônio de Souza, proprietário de uma lotérica, também reforça o pedido. “Não abrimos mão. Os lugares aqui precisam ser revitalizados porque isso também vai ajudar a evitar o crime”, salienta.

A prefeitura de Curitiba já informou que uma reforma será feita na Praça Santos Dumont. A obra está em estudo pelo Instituto de Pesquisa Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC), mas ainda não há previsão nem custos definidos.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE