Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Curitiba

Escolas municipais e Tubotecas recebem 3 mil novos livros

Ação foi instigada pelo “casamento virtual” entre as prefeituras de Curitiba e do Rio de Janeiro

  • Luan Galani
Em menos de três horas, livros repostos somem das prateleiras das Tubotecas |
Em menos de três horas, livros repostos somem das prateleiras das Tubotecas
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Diversas escolas municipais, centros municipais de educação infantil, casas de leitura e Tubotecas da capital paranaense irão receber aproximadamente 3 mil novos livros, graças a doações feitas para celebrar o “casamento virtual” entre as prefeituras de Curitiba e do Rio de Janeiro, comemorada desde o último dia 22. O que começou como uma simples brincadeira para incentivar doações de sangue em ambas as cidades se transformou em um imã de ações sociais quando a prefeitura de Curitiba lançou uma lista de desejos, um tipo de lista de presentes de casamento, a fim de promover diferentes atividades pela cidade.

Essa primeira leva de doações foi feita pelo colégio Dom Bosco e pela ABCR Paraná, em parceria com o Instituto Prevenir. A Secretaria Municipal de Educação e a Fundação Cultural de Curitiba ainda não sabem informar quais colégios e pontos receberão as doações.

Outras 21 empresas e instituições também manifestaram desejo de doar pelo menos 200 livros para escolas e Tubotecas, mas, até a tarde desta sexta-feira (3), não haviam procurado a prefeitura para formalizar as doações. Se todas as empresas arcarem com as promessas feitas nas redes sociais, a Secretaria de Educação de Curitiba deve receber mais 4,2 mil livros.

Para Cristiane Silva, coordenadora pedagógica do colégio Dom Bosco, a ideia da lista de presentes da prefeitura foi de encontro com a campanha de doação de livros que a escola já estava organizando. “A leitura enriquece o imaginário infantil. E queremos proporcionar isso a outras crianças. Por isso lançamos o desafio em todas as turmas. A mobilização foi tanta que até os pais se empolgaram em ajudar”, conta Cristiane, em entrevista à assessoria de comunicação da prefeitura de Curitiba.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE