Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

ler e pensar

Estudantes de Quatro Barras aprendem sobre sua relevância na sociedade

Pesquisas no jornal Gazeta do Povo sobre agricultura, relevo, clima e energia revelam características do estado do Paraná em um trabalho de reflexão e produção escrita

  • Instituto GRPCom
 | Divulgação
Divulgação
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

As crianças do 5.º ano B, da Escola Municipal Ernesto Milani, participantes do projeto Ler e Pensar, vivenciam conteúdos curriculares como relevo, agricultura, alimentação e energia com um trabalho de pesquisa no jornal Gazeta do Povo. A professora Izilda Vasconcelos coordenou uma seleção de matérias que valorizassem a agricultura paranaense, articulando ao conteúdo – agricultura no Paraná e produção de insumos – proposto no livro didático, produções escritas e interpretações de texto diárias.

Leia também: Menino que sonha em ser policial ganha surpresa do Bope no aniversário

O resultado do trabalho possibilitou a integração dos temas estudados no livro com as notícias que o jornal traz diariamente, o que gerou um aprendizado muito mais significativo, pois era conectado com a realidade dos pequenos.

Dentre as atividades propostas, os alunos montaram um mapa do Paraná, sinalizando os principais insumos produzidos no estado, e maquetes representando os relevos. A seguir, partiram para uma reflexão sobre os alimentos consumidos pela população, especialmente por eles, e os benefícios da agricultura para a região onde está situada a escola, no município de Quatro Barras. O trabalho sobre a agricultura levou a temas como clima e consumo de energia no estado, que foram cada vez mais se relacionando com as matérias que as crianças liam no jornal.

Por meio dessas leituras e discussões, os alunos descobriram a identidade geográfica do local em que vivem, e se perceberam como parte integrante do mapa que haviam construído. Esse reconhecimento levou a uma percepção sobre a responsabilidade de todos na construção de uma sociedade consciente, entre outros fatores, no que se refere ao consumo consciente de energia e à conservação das reservas naturais.

Aprendizado bilateral

Nas palavras da professora Izilda, além da conexão entre o livro didático e a realidade expressa no jornal, alguns conteúdos, considerados difíceis pelos alunos, foram abordados de maneira mais dinâmica, o que facilitou a compreensão e se refletiu na qualidade da escrita, da leitura e da argumentação, ampliando o repertório dos alunos e transformando a didática das professoras.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE