PUBLICIDADE
Universidades federais

Governo propõe 45% de reajuste a professores

Volume terá impacto de R$ 3,9 bilhões no orçamento da União dos próximos três anos. Grevistas vão analisar oferta

O Ministério do Plane­ja­mento apresentou ontem proposta de aumento salarial de até 45% em três anos a professores grevistas das instituições federais de ensino superior (considerando os 4% já concedidos neste ano). O volume terá um impacto no orçamento da União de R$ 3,9 bilhões para os próximos três anos. Esse valor será dividido em R$ 1,56 bilhão (40%) para 2013, R$ 1,17 bilhão para 2014 (30%), e R$ 1,17 bilhão (30%) para 2015.

A proposta do governo estima que, ao longo dos próximos três anos, a remuneração do professor titular com dedicação exclusiva suba de R$ 11,8 mil para R$ 17,1 mil. Além disso, “como forma de incentivar o avanço mais rápido e a busca da qualificação profissional e dos títulos acadêmicos”, os níveis de carreira serão reduzidos de 17 para 13.

Segundo documento do Ministério do Planejamento, “a proposta permite uma mudança na concepção das universidades e dos institutos, na medida em que estimula a titulação, a dedicação exclusiva e a certificação de conhecimentos”.

A proposta garante ao professor com doutorado e dedicação exclusiva salário inicial de R$ 8,4 mil. A remuneração dos professores que já estão na universidade, com título de doutorado e dedicação exclusiva, aumentará de R$ 7,3 mil para R$ 10 mil.

Os valores foram infor­mados pela ministra do Pla­nejamento, Miriam Belchior e pelo ministro da Educação, Aloísio Mercadante, em coletiva de imprensa. A mesa de negociação com os professores foi coordenada pelo secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça, com a presença de representantes do Ministério da Educação. Agora os grevistas vão analisar a oferta.

Greve

A paralisação dos professores, de pouco menos de dois meses, atinge 56 das 59 universidades federais, além de 34 institutos federais de educação tecnológica, dos 38 existentes.

No caso dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia, a proposta prevê progressão de titulação. Além disso, o governo assegura que “haverá novo processo de certificação do conhecimento tecnológico e experiência acumulados ao longo da atividade profissional de cada docente”.

PUBLICIDADE
    • SELECIONADO PELO EDITOR
    • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
    • QUEM MAIS COMENTOU
    Assine a Gazeta do Povo
    • A Cobertura Mais Completa
      Gazeta do Povo

      A Cobertura Mais Completa

      Assine o plano completo da Gazeta do Povo e receba as edições impressas todos os dias da semana + acesso ilimitado no celular, computador e tablet. Tenha a cobertura mais completa do Paraná com a opinião e credibilidade dos melhores colunistas!

      Tudo isso por apenas

      12x de
      R$49,90

      Assine agora!
    • Experimente o Digital de Graça
      Gazeta do Povo

      Experimente o Digital de Graça!

      Assine agora o plano digital e tenha acesso ilimitado da Gazeta do Povo no aplicativo tablet, celular e computador. E mais: o primeiro mês é gratuito sem qualquer compromisso de continuidade!

      Após o período teste,
      você paga apenas

      R$29,90
      por mês!

      Quero Experimentar
    VOLTAR AO TOPO