Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

geração de energia

IAP vive conflito de interesses no licenciamento de hidrelétricas

Central que será construída em Guarapuava fica dentro de uma área do secretário do Meio Ambiente Jonel Iurk. Outros pedidos de licença feitos pela empresa da família tramitam no órgão ambiental

 |
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Dez licenças ambientais para empreendimentos hidrelétricos foram entregues em solenidade no Palácio Iguaçu, com a presença do secretário estadual de Meio Ambiente, Jonel Iurk, em janeiro deste ano. Entre as obras autorizadas estava a central geradora hidrelétrica (CGH) Enxadrista, que fica numa propriedade de Iurk e está vinculada à empresa Energética Rio das Pedras – que já pertenceu ao secretário e hoje tem como sócio um dos filhos dele. O órgão responsável por conceder as licenças para usinas é o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), que está sob o guarda-chuva de poder do secretário.

A Enxadrista é apenas uma peça no emaranhado de empresas do setor energético relacionadas à família Iurk. Pelo menos 15 empresas da área de licenciamento ambiental e construção de centrais estão ligadas a filhos do secretário. Documentos da Junta Comercial revelam que o secretário e os filhos Antônio Carlos e Marco Antônio Iurk já foram sócios.

Jonel Iurk declarou ter abandonado a área de consultorias a partir do momento em que assumiu o cargo, em janeiro de 2011. Assim, divulgou um comunicado no endereço eletrônico da empresa que mantinha – a Ecobr – alegando que a incompatibilidade e razões éticas impediam as atuações simultâneas. Enquanto a Ecobr está temporariamente suspensa, outros empreendimentos dos Iurk estão se expandindo.

O mesmo endereço no Bigorrilho, na Rua Fernando Simas, em um elegante edifício comercial de Curitiba, abriga as empresas da família. No sétimo andar, a placa da Ecobr pode ser vista em uma portinha permanentemente fechada. Já o terceiro andar é todo ocupado pela Titanium, empresa que tem Antônio Carlos e Marco Antônio no comando. No portfólio que a Titanium ostenta no endereço eletrônico é possível perceber que a empresa atua basicamente em território paranaense. Há cinco projetos em outros estados, mas 103 serviços realizados são no Paraná – fora os 12 que são apresentados como confidenciais e, por isso, não indicam localização.

São várias as frentes no setor energético em que a Titanium atua. A empresa faz desde inventários de rios (que consiste, basicamente, na avaliação de em quais pontos há potencial de implantação de usinas), análises de viabilidade econômica e estudos ambientais essenciais no processo de licenciamento ambiental avaliado pelo IAP.

Outras empresas

Pedidos de licenças para algumas CGHs que têm ligação com a família Iurk estão tramitando no órgão ambiental. Entre as autorizações já conseguidas pelo grupo está a licença ambiental para a central geradora Enxadrista. O documento foi assinado pelo presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto, em dezembro de 2011. O projeto prevê a construção de uma hidrelétrica no Rio das Pedras, em Guarapuava, na Região Central do estado. A escritura da propriedade está em nome de Jonel, da esposa, Maria Lorena, e do filho Antônio Carlos e foi registrada em cartório em 2010.

A Titanium foi criada em 2008, portanto dois anos antes de Jonel Iurk ser escolhido para o cargo. Mas a tramitação de licenças ambientais e as associações com outras empresas, além da criação de novas firmas do setor energético ligadas ao grupo, se intensificaram a partir de 2011. Os registros da Junta Comercial mostram que ao menos oito empresas ligadas aos Iurk surgiram desde que Jonel assumiu a secretaria.

Sema criou grupo para agilizar autorizações

Apesar de o licenciamento ambiental para empreendimentos hidrelétricos ser de total responsabilidade do IAP, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) tem influência direta nos rumos do setor energético. A alteração da Resolução n.º 9/2010 foi uma das ações recentes da Sema. O novo texto, que norteia o processo de licenciamento, trata de repotencialização de empreendimentos e de outros passos para a conquista do direito de empreender no setor energético. De acordo com o secretário Jonel Iurk, a mudança visava ao aprimoramento do processo de licença.

Logo no início da gestão atual, em 2011, foi criado também o Grupo Especial de Licenciamento Ambiental (Gela). Formado quase na integralidade por servidores comissionados, o Gela foi formado pela Sema com o objetivo de agilizar os procedimentos de autorização ambiental.

“Não existe privilégio a ninguém”, diz Jonel

O secretário estadual do Meio Ambiente, Jonel Iurk, garante que seus filhos não estão sendo privilegiados no processo de licenciamento ambiental de empreendimentos hidrelétricos. Segundo ele, não há mais celeridade ou menos exigências para as empresas da família. “Todos os processos de licenciamento têm um rito a ser obedecido e estão sendo seguidos”, disse.

Jonel ainda destacou que não é ele, e sim o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), que autoriza os empreendimentos. O IAP, salienta o secretário, é uma autarquia que tem autonomia. “Estou indignado com as ilações sobre esse assunto”, declarou.

Jonel alega que um dos motivos de estar qualificado para ocupar o cargo no governo é justamente a experiência que tem na área de consultoria ambiental. Segundo o secretário, ele chegou a comentar com os filhos que as atividades da empresa poderiam estar parcialmente prejudicadas a partir da posse. “O processo de licenciamento está dentro de toda a normalidade possível”, assegura.

Sobre a licença para a usina Enxadrista, Jonel defende que os filhos têm direito, como qualquer outro cidadão, de ter uma central geradora hidrelétrica (CGH). “Se um prefeito vai fazer uma construção, ele não está impedido de requerer o alvará na prefeitura”, exemplifica. O secretário ainda reiterou que o governo estimula a criação de pequenas centrais hidrelétricas dentro da crença de que é uma das formas mais limpas e menos impactantes de geração de energia.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE