Vida e Cidadania

Fechar
PUBLICIDADE

Jornalismo Participativo

Leitores enviam fotos dos estragos da chuva no Paraná; confira

  • Atualizado em às
Estragos causados pela chuva em Pinhalão. Foto tirada no sábado (31), momentos após o temporal que atingiu a cidade |
Estragos causados pela chuva em Pinhalão. Foto tirada no sábado (31), momentos após o temporal que atingiu a cidade
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Internautas da Gazeta do Povo enviaram imagens e relatos sobre a forte chuva que atingiu o estado na madrugada deste sábado (30). Segundo a Defesa Civil, são 14 municípios atingidos. Estão desabrigadas 1.106 pessoas, 748 desalojadas e 17 feridos. Não houve alteração no número de mortos (três) e desaparecidos (três).

Dianefer Renata Alves Manoel mostrou a cidade Sengés, no Norte Pioneiro, completamente alagada. "A cidade teve muitos estragos. O centro ficou debaixo d'água", escreveu Dianafer.

José Rafael Maceno Pires clicou a destruição no município de Jaguariaíva. Uma das fotos mostra a força da água do Rio Capivari, no Parque Linear, depois do temporal.

Segundo relato do leitor Cleber Ribeiro Costa, não apenas a residência de seus pais como a ponte que liga Tomazina à Pinhalão, no Norte Pioneiro, foram inundadas pelas águas do Rio Cinza.

"Ninguém atravessa a cidade pela ponte, já que ela está encoberta pelo rio. Meus pais estão desabrigados. O rio subiu tão depressa que eles saíram da casa apenas com a roupa do corpo, documentos pessoais e o carro", escreveu.

Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui. Não esqueça de informar o nome da pessoa que fez o registro e um número de documento (RG ou CPF).

Ao enviar fotos ou vídeos, você concede à Editora Gazeta do Povo S.A, com sede na Rua Pedro Ivo, 459, Centro, Curitiba, Paraná, Brasil, inscrita no CNPJ 76.530.047/0001-29, o direito de publicar o material a título de divulgação. Participe!

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais