Vida e Cidadania

Fechar
PUBLICIDADE

Estradas

Liberdade sem asfalto

Projeto pelo governo do estado para oferecer rotas alternativas aos pedágios, programa Estradas da Liberdade pode ficar sem conclusão até o fim desta administração

A Estrada do Cerne, alternativa à BR-376: trecho já pavimentado, na altura de Campo Magro... |
A Estrada do Cerne, alternativa à BR-376: trecho já pavimentado, na altura de Campo Magro...
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Liberdade sem asfalto

Anunciado pelo governador Roberto Requião no início do atual mandato (o segundo de sua segunda passagem pelo governo) para criar rotas alternativas às rodovias pedagiadas, o programa Estradas da Liberdade corre o risco de não ser concluído nesta administração. Inicialmente prevista para ficar pronta até o fim deste ano, a pavimentação da Estrada do Cerne (PR-090), a mais ambiciosa obra viária do programa, já não tem mais prazo de conclusão definido, pois 47 km ainda dependem de licença ambiental. Na última quinta-feira, Requião autorizou a aplicação de mais R$ 29,3 milhões na pavimentação de 19 km entre o distrito do Abapã, em Castro, na região dos Campos Gerais, e o entroncamento com a PR-340, próximo à localidade de Castrolanda, no mesmo município.

A Estrada do Cerne é a principal via de um corredor que vai ligar Curitiba ao Norte do estado. Contratado pelo governo do Paraná, o Exército Brasileiro vem executando os trabalhos em duas frentes: uma a partir dos Campos Gerais e outra com origem na região metropolitana de Curitiba. Em Castro, recentemente foi concluído o trecho de 8,2 km entre Castrolanda e a Estrada do Cerne. Já os 16 km entre Campo Magro e a ponte sobre o Rio do Cerne, no distrito de Bateias, em Campo Largo, estão prontos há cerca de um ano.

Dono de uma empresa de corte de madeira, Silvanei Vieira de Almeida percorre diariamente a Estrada do Cerne entre Bateias e Três Córregos. Para ele, a obra trará mais desenvolvimento à região. “Vai facilitar o escoamento da produção”, afirma.

O trecho que ainda está na fase de estudo de impacto ambiental liga Abapã à localidade de Três Córregos, em Campo Largo. De acordo com a assessoria de comunicação do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), o restante das obras deverá ser concluído dentro do prazo previsto. Isso inclui os 19 km anunciados nesta semana e outros 14,8 km, entre a curva do S e Três Cór­regos, que estão em fase de elaboração do projeto pelo Exército.

A estrada

Inaugurada nos anos 30 do século passado pelo interventor Manoel Ribas, a Estrada do Cerne liga Curi­tiba ao Norte Pioneiro. Quando foi implantada, era a maior estrada de rodagem até então construída no Paraná. Entrou em decadência na década de 1960, com a inauguração da Rodovia do Café (BR-376), totalmente asfaltada entre Curi­tiba e Apucarana.

Pavimentada, a Estrada do Cerne se tornará uma alternativa à BR-376. Para ir da capital a Lon­drina, será possível desviar de quatro praças de pedágio. Além da PR-090, os trabalhos no novo corredor incluem três obras na PR-340, já concluídas: a pavimentação do trecho entre a Estrada do Cerne e Castrolanda, a restauração e ampliação de Tibagi até Telemâco Borba e a recuperação entre Castro e Tibagi.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais