Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

story
Enkontra.com
PUBLICIDADE

ATUALIZAÇÃO TECNOLÓGICA

Mensagem de Whatsapp de que lombada eletrônica vai multar motorista ao celular não passa de boato

Prefeitura confirma que está atualizando os equipamentos, mas tecnologia não será avançada a esse ponto

Equipamento da Rua Mateus Leme é um dos dez que ainda não voltaram às ruas após atualização tecnológica | Daniel Castellano / AGP/Daniel Castellano / AGP
Equipamento da Rua Mateus Leme é um dos dez que ainda não voltaram às ruas após atualização tecnológica Daniel Castellano / AGP/Daniel Castellano / AGP
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

A prefeitura de Curitiba recolocou nas ruas 17 das 30 lombadas eletrônicas que haviam sido retiradas para atualização tecnológica. Os equipamentos estão voltando com seus softwares atualizados e câmeras com melhor resolução. Mas, ao contrário do que vem sendo comentando em boatos na internet, nenhuma dessas lombadas eletrônicas vai flagrar motoristas dirigindo ao celular ou sem cinto de segurança.

Desde o início da manhã desta segunda-feira (3), tem circulado em grupos de Whatsapp mensagens de que os equipamentos passarão a multar também infrações como falar ao celular enquanto dirige ou trafegar sem cinto de segurança. Segundo a prefeitura, essas mensagens não passam de boatos. Os equipamentos continuarão multando apenas quem passar acima dos 40 quilômetros por hora.

Já existem duas resoluções do Conselho Nacional de Trânsito (Contram) que regulamentam as multas por videomonitoramento, o que ajuda a explicar a onda de boatos. De acordo com a prefeitura, entretanto, Curitiba ainda não tem previsão para iniciar a aplicação de multas por vídeo, nem as lombadas eletrônicas atualizadas terão capacidade de filmar.

A maior parte dos equipamentos havia sido retirada das ruas no dia 3 de março. Dez ainda estão esperando para serem aferidas e três estão em manutenção. Das 30, 17 já voltaram para as ruas com câmeras digitais e não mais analógicas, o que permite maior qualidade das imagens.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE