Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Vida e Cidadania

Fechar
PUBLICIDADE

clima

Nevou em Curitiba e mais 25 cidades do Paraná

Outras 19 cidades tiveram registro de chuva congelada, de acordo com o Instituto Tecnológico Simepar

  • Atualizado em às
Fazenda Rio Grande foi um dos municípios da RMC que registrou neve |
Fazenda Rio Grande foi um dos municípios da RMC que registrou neve
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

A capital paranaense reviveu um momento histórico na manhã desta terça-feira (23): por aproximadamente dez minutos, flocos de neve deram o ar (gelado) da graça no capital do Paraná, fato que não era presenciado desde 1975. Mesmo em pequena quantidade e por pouco tempo, a ocorrência do fenômeno deixou em polvorosa moradores de bairros como Umbará, Xaxim, Campo Comprido, Portão, Água Verde, Batel e CIC. Durante o dia, o fenômeno foi o tema principal nas conversas.

Veja fotos da neve em Curitiba e no Paraná.

Assista aos vídeos da neve em Curitiba e região

Nevou em Curitiba e mais 25 cidades do Paraná

Foi uma sensação única mesmo. Na hora, liguei pra minha esposa acordar meus filhos, que ainda estavam dormindo. Eles foram na janela de casa e conseguiram enxergar os flocos caindo”, descreveu o gerente de pista Josué Cius.

A moradora do Xaxim Isabel Rivas relatou que chegou a dormir com o celular ligado do lado da cama para receber notícias sobre a possível ocorrência de neve na cidade – a nora trabalha no Simepar e ficou de repassar notícias para a família. A expectativa foi atendida de manhã cedo, às 8h, quando, segundo Isabel, nevou “forte” no bairro.

“Foram apenas 10 minutos, mas já foi lindo de ver. Todo mundo se levantou e foi pra rua pra olhar’, diz.

Além de Curitiba, mais 25 cidades do estado registraram a ocorrência de neve. Segundo o Instituto Tecnológico Simepar, Antônio Olinto, Araucária, Carambeí, Cantagalo, Campo Largo, Campo Magro, Cruz Machado, Fazenda Rio Grande, General Carneiro, Goioxim, Guarapuava, Itaperuçu, Irati, Lapa, Mallet, Piraí do Sul, Ponta Grossa, Porto Vitória, Palmas, Paula Freitas, Pinhão, São Mateus do Sul, São Joao do Triunfo, São José dos Pinhais e União da Vitória puderam sentir na pele a ocorrência do fenômeno.

/ra/pequena/Pub/GP/p3/2013/07/22/VidaCidadania/Imagens/Vivo/info_neve-ZOSO.jpg

Chuva congelada

Não foi só a neve que chamou a atenção dos paranaenses nesta terça-feira. A chuva congelada, uma espécie de fase anterior à ocorrência de neve, também foi registrada em várias cidades do estado. Conhecida como “sleet”, a “chuva congelada acontece quando as gotas de chuva congelam conforme estão caindo. Com a neve, o floco se forma já nas nuvens”, explica a técnica em meteorologia do Instituto Somar Patrícia Vieira. “Quando a neve cai no chão, ela continua por ali. Com a chuva congelada, as gotas derretem assim que tocam alguma superfície”, completa.

De acordo com o Simepar, 19 municípios do PR tiveram chuva congelada: Assis Chateaubriand, Apucarana, Cascavel, Colombo, Cambira, Cafelândia, Clevelândia, Faxinal, Foz do Iguaçu, Goioêre, Jaguariaíva, Maripá, Maringá, Ortigueira, Palotina, Pato Branco, Quatro Barras, Toledo e Tibagi.

Temperaturas

Em todo o estado houve registro de temperaturas muito baixas durante o dia. De acordo com informações do Simepar, até as 19 horas, a mínima registrada nesta terça-feira foi na região de Entre Rios, próximo a Guarapuava. No local, os termômetros marcaram pela manhã dois graus negativos.

Em Curitiba, a mínima registrada até o período era de 1,5°C. A máxima na capital no dia foi de 5,6ºC, temperatura que, conforme o instituto, foi a “alta mais baixa” já registrada na cidade considerando um período de 15 anos de dados.

Ao longo da noite, no entanto, os recordes do dia podem ser superados, já que uma forte massa de ar polar continua atuando sobre o estado, ainda que não exista mais a possibilidade de neve. “A neve precisa de umidade, e agora estamos numa situação de poucas nuvens. Daqui pra frente é geada”, explica o meteorologista do Instituto Tecnológico Simepar Samuel Braun.

Rodovias

Na BR-277, em Guarapuava, a neve causou transtorno aos motoristas nesta manhã. A Polícia Rodoviária Federal (PRF), faz uma operação especial entre o pedágio Relógio e a praça de Candói, onde o fluxo chegou a ser totalmente interrompido. Uma densa camada de neve está sobre a pista e uma espécie de trilha no meio do asfalto permite a passagem. Todo o trecho está bastante escorregadio, mas não foram registrados acidentes até às 8 horas.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou, nesta segunda-feira (22), que dois pontos da BR-116 foram interditados por volta das 21h20, nos quilômetros 100 (sentido Sul) e 152 (sentido norte). Já na BR-282, foi fechado um ponto no quilômetro 45, próximo ao município de Rancho Queimado, a 65 quilômetros de Florianópolis.

Ajuda

Não há um instrumento que consiga precisar se houve ou não neve, e, para que o fenômeno possa ser comprovado, o Simepar precisa da ajuda dos cidadãos. “Pedimos que as pessoas nos enviem fotos e vídeos daquilo que eles acreditam ser neve para que possamos verificar e registrar a ocorrência”, informa Jacóbsen.

Com neve ou sem neve, as temperaturas vão continuar baixas no Paraná. Em Curitiba, a máxima não deve passar dos oito graus. Em Palmas, a mínima pode chegar até os três graus negativos. A partir de quarta-feira, a tendência é que a umidade diminua bastante, o que deve fazer com que o estado registre fortes geadas.

Para ver a legenda, passe o mouse sobre a foto

[View the story "Frio, geada e neve no Paraná" on Storify]

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais