PUBLICIDADE
Estradas

Novas tarifas de pedágio passam a valer a partir desta quarta-feira

Calcule os custos de sua viagem pelas estradas paranaenses no simulador de pedágio da Gazeta do Povo

Simule os custos de sua viagem

O reajuste das tarifas de pedágio, que está valendo desde a zero hora desta quarta-feira (1), encareceu, em média, 5% o custo das tarifas. As seis concessionárias do Anel de IntegraçãoEconorte, Viapar, Ecocataratas, Caminhos do Paraná, Rodonorte e Ecovia – operam as novas tarifas, que variam entre R$ 5,30 e R$ 13,30. O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), que não homologou a proposta das concessionárias, vai recorrer da decisão na justiça.

Para se ter noção do impacto dos novos valores no bolso, o simulador de pedágio, da Gazeta do Povo, permite calcular o custo das viagens com as novas tarifas.

Carro X Ônibus Em alguns trechos, o valor da viagem para uma pessoa de carro pode ser até 81% mais caro do que se ela optasse por percorrer o trajeto de ônibus. Um motorista que faça uma viagem entre Curitiba e Foz do Iguaçu, no Oeste do estado, vai passar por nove praças de pedágio se trafegar pela BR-277, o que totaliza 637 quilômetros de distância. Com as tarifas variando entre R$ 5,90, na praça de São Luiz do Purunã, e R$ 9,80, na praça de São Miguel do Iguaçu, o custo do pedágio para a viagem de ida e volta seria de R$ 141.

Somando os gastos com combustível, no caso de um carro popular que faz até 13,3 km por litro com gasolina (R$2,50 o litro) ou 9,5 km por litro com álcool (R$ 1,55 o litro), o custo total da viagem para uma pessoa poderia variar entre R$ 349 e R$ 380. Neste caso, o custo da viagem seria entre 66% e 81% superior ao da pessoa que optasse por viajar de ônibus. Duas passagens de ônibus entre as duas cidades podem ser compradas por R$ 209,10, nos modelos convencionais.

Valor alto

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) anunciou, na terça-feira, que vai recorrer da decisão judicial que autorizou o reajuste das tarifas de pedágio. “Evidentemente que as concessionárias têm o direito de buscar o reajuste na justiça, mas continuamos afirmando que os valores são muito altos”, justifica Milton Podolak Junior, diretor geral do DER-PR.

Na última semana, o órgão não havia homologado a proposta de reajuste das concessionárias, por considerar que os valores eram muito altos. Desde 2003, quando Roberto Requião assumiu o governo estadual, o departamento não autoriza os aumentos das tarifas, sempre obtidos por meio de liminares na justiça.

A Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovia (ABCR) informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que só comentaria o assunto no caso de uma nova decisão judicial, já que o fato de o DER recorrer decisão anterior, não invalida as liminares concedidas para as concessionárias.

Outras concessionárias

O aumento das tarifas de pedágio não vale para as concessionárias Autopista Régis Bittencourt (que administra o trecho da BR-116 entre o PR e SP), Autopista Litoral Sul (trecho das BRs 376 e 101 entre PR e SC) e Autopista Planalto Sul (trecho da BR-116 entre PR e SC). Estas concessões foram feitas pelo governo federal em 2007 e as empresas começaram a operar em 2008.

No caso da Autopista Litoral Sul, a data de reajuste de pedágio em todas as praças de sua concessão é em 22 de fevereiro. Para as praças da Autopista Planalto Sul, a data de reajuste é 19 de dezembro. Já na Autopista Régis Bittencourt o reajuste acontece em 29 de dezembro. As concessionárias não confirmam se vai haver aumento nas tarifas.

PUBLICIDADE
    • SELECIONADO PELO EDITOR
    • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
    • QUEM MAIS COMENTOU
    Assine a Gazeta do Povo
    • A Cobertura Mais Completa
      Gazeta do Povo

      A Cobertura Mais Completa

      Assine o plano completo da Gazeta do Povo e receba as edições impressas todos os dias da semana + acesso ilimitado no celular, computador e tablet. Tenha a cobertura mais completa do Paraná com a opinião e credibilidade dos melhores colunistas!

      Tudo isso por apenas

      12x de
      R$49,90

      Assine agora!
    • Experimente o Digital de Graça
      Gazeta do Povo

      Experimente o Digital de Graça!

      Assine agora o plano digital e tenha acesso ilimitado da Gazeta do Povo no aplicativo tablet, celular e computador. E mais: o primeiro mês é gratuito sem qualquer compromisso de continuidade!

      Após o período teste,
      você paga apenas

      R$29,90
      por mês!

      Quero Experimentar
    VOLTAR AO TOPO