Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

‘mistério’

Prefeitura de Araucária desvenda farsa de vídeo de escola “assombrada”

Desde que pegadinha na RMC viralizou nas redes sociais, município investiga envolvimento de agentes de segurança em gravação

  • Da Redação
Vídeo foi sucesso na internet depois de mostrar luzes piscando e uma porta batendo em um corredor do Centro de Atendimento Integral à Criança e ao Adolescente (CAIC) de Araucária | Reprodução/Youtube
Vídeo foi sucesso na internet depois de mostrar luzes piscando e uma porta batendo em um corredor do Centro de Atendimento Integral à Criança e ao Adolescente (CAIC) de Araucária Reprodução/Youtube
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Depois que um vídeo do que poderia ser uma “assombração” em uma escola de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), viralizou nas redes sociais, a prefeitura da cidade descobriu materiais que provam que a ação foi uma pegadinha. O caso foi sucesso na internet na última segunda-feira (13). As imagens mostram luzes piscando e uma porta batendo em um corredor do Centro de Atendimento Integral à Criança e ao Adolescente (CAIC) de Araucária.

Para descobrir maiores detalhes sobre a situação, a Secretaria Municipal de Segurança da cidade chegou a instaurar, na terça-feira (14), uma sindicância para apurar os fatos. Ao analisar o local de gravação do vídeo, a prefeitura encontrou um pedaço de fio de nylon amarrado à ponta da porta do compartimento do hidrante, que teria sido o instrumento usado para movê-la. Os dois agentes de segurança que aparecem nas imagens foram identificados e realocados em outra unidade de serviço enquanto as apurações são feitas.

Veja o vídeo da pegadinha

Envolvimento dos agentes

De acordo com o secretário municipal de comunicação social de Araucária, Antonio Franceschi, o objetivo da sindicância é saber se os agentes participaram da execução da pegadinha ou se apenas caíram na brincadeira. “A pegadinha em si é irrelevante, o que importa para a investigação é o envolvimento dos agentes, que são funcionários da prefeitura, já que o vídeo gerou uma repercussão grande e deixou as crianças das escolas do CAIC amedrontadas”, explica Franceschi.

O corredor do vídeo é o local de uma antiga unidade de saúde do complexo CAIC, que também abriga a Escola Municipal Professora Eglé Cordeiro Machado Pinto e o Centro Municipal de Educação Infantil Califórnia. Segundo o secretário, agentes de segurança e guardas municipais conversaram com as crianças das escolas para tranquilizá-las logo após o ocorrido. A prefeitura explica que, caso seja comprovada má conduta dos agentes que aparecem no vídeo, ambos serão punidos.

Veja o vídeo que viralizou nas redes sociais:

Colaborou: Cecília Tümler

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE