Vida e Cidadania

Fechar
PUBLICIDADE

Foz do Iguaçu

Vazão das Cataratas do Iguaçu fica quatro vezes menor que o normal

Segundo a Copel, além do quadro de seca, a vazão nas Cataratas está em queda porque as cinco usinas situadas ao longo do Rio Iguaçu operaram com potência reduzida

Falta de água deixa traços do cânion em evidência |
Falta de água deixa traços do cânion em evidência
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

A falta de chuva no Paraná mudou o cenário da principal atração turística do estado. A vazão das Cataratas do Iguaçu, no Parque Nacional do Iguaçu, Oeste do estado, chegou a 373 metros cúbicos por segundo nesta terça-feira (10). O volume registrado é cerca de quatro vezes menor que a média normal, que é de 1.500 metros cúbicos por segundo.

Na manhã de segunda-feira, a marca foi inferior, 355 m3/s, considerada a mais baixa deste ano. Segundo a Copel, além do quadro de seca, a vazão nas Cataratas está em queda porque as cinco usinas situadas ao longo do Rio Iguaçu operaram com potência reduzida no final de semana, até porque a demanda por energia é menor. O cenário deve começar a mudar nas próximas horas. Apesar da seca, as Cataratas não perdem a beleza. O turista pode contemplar o atrativo de um ponto de vista diferente. Boa parte do conjunto de 275 saltos d´água desaparece, deixando em evidência os traços do cânion.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais