PUBLICIDADE
Falta de água deixa traços do cânion em evidência |
Falta de água deixa traços do cânion em evidência
Foz do Iguaçu

Vazão das Cataratas do Iguaçu fica quatro vezes menor que o normal

Segundo a Copel, além do quadro de seca, a vazão nas Cataratas está em queda porque as cinco usinas situadas ao longo do Rio Iguaçu operaram com potência reduzida

A falta de chuva no Paraná mudou o cenário da principal atração turística do estado. A vazão das Cataratas do Iguaçu, no Parque Nacional do Iguaçu, Oeste do estado, chegou a 373 metros cúbicos por segundo nesta terça-feira (10). O volume registrado é cerca de quatro vezes menor que a média normal, que é de 1.500 metros cúbicos por segundo.

Na manhã de segunda-feira, a marca foi inferior, 355 m3/s, considerada a mais baixa deste ano. Segundo a Copel, além do quadro de seca, a vazão nas Cataratas está em queda porque as cinco usinas situadas ao longo do Rio Iguaçu operaram com potência reduzida no final de semana, até porque a demanda por energia é menor. O cenário deve começar a mudar nas próximas horas. Apesar da seca, as Cataratas não perdem a beleza. O turista pode contemplar o atrativo de um ponto de vista diferente. Boa parte do conjunto de 275 saltos d´água desaparece, deixando em evidência os traços do cânion.

PUBLICIDADE
    • SELECIONADO PELO EDITOR
    • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
    • QUEM MAIS COMENTOU
    Assine a Gazeta do Povo
    • A Cobertura Mais Completa
      Gazeta do Povo

      A Cobertura Mais Completa

      Assine o plano completo da Gazeta do Povo e receba as edições impressas todos os dias da semana + acesso ilimitado no celular, computador e tablet. Tenha a cobertura mais completa do Paraná com a opinião e credibilidade dos melhores colunistas!

      Tudo isso por apenas

      12x de
      R$49,90

      Assine agora!
    • Experimente o Digital de Graça
      Gazeta do Povo

      Experimente o Digital de Graça!

      Assine agora o plano digital e tenha acesso ilimitado da Gazeta do Povo no aplicativo tablet, celular e computador. E mais: o primeiro mês é gratuito sem qualquer compromisso de continuidade!

      Após o período teste,
      você paga apenas

      R$29,90
      por mês!

      Quero Experimentar
    VOLTAR AO TOPO