Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Jardinagem

Saiba como cuidar de um bonsai em casa ou no apartamento

Os bonsais são uma opção para quem quer ter uma planta, mas não tem muito espaço em casa. A prática, porém, requer alguns cuidados

  • Fernanda Trisotto
Antes de comprar o bonsai é preciso saber se as características da planta combinam com o local onde ela vai ficar |
Antes de comprar o bonsai é preciso saber se as características da planta combinam com o local onde ela vai ficar
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Saiba como cuidar de um bonsai em casa ou no apartamento

Ao contrário do que se imagina, ter uma árvore em casa não precisa demandar muito espaço, mesmo para quem mora em apartamento, por exemplo. Originário da China, mas difundido no Japão, o bonsai, que quer dizer “plantado em um vaso”, é uma boa opção para quem quer ter uma plantinha bonita e descolada. Porém, manter um vegetal em um recipiente pequeno por tempo indeterminado, modelando e controlando o seu crescimento requer técnica. É como uma arte.

SLIDESHOW: Veja mais fotos de bonsais

Há uma ampla gama de árvores que podem ser cultivadas em vasos, inclusive as que produzem flores e frutos. Segundo o engenheiro agrônomo e bonsaísta Carlos Tramujas, proprietário do viveiro Bonsai do Campo, o ideal é que sejam espécies de tronco lenhoso e que aceitem podas regulares para facilitar o trabalho de modelagem.

Na hora de adquirir um bonsai, é preciso conferir se as características da planta combinam com o lugar onde ela será mantida. O engenheiro florestal e gerente da Esalflores, Milton Sanada, lembra que os vasos podem ser colocados dentro ou fora de casa e que a rega vai depender do tipo da planta.

Em geral, os bonsais precisam de exposição de três horas ao sol. Já a quantidade de água varia com a espécie, mas é importante não deixar a água secar. Quanto mais jovem a planta, mais cuidados são demandados. Além de modelagem e poda, na medida em que o bonsai cresce é preciso transplantá-lo para um vaso maior.

Experiência

Tanto Tramujas quanto Sanada têm uma relação de longa data com as pequenas árvores. O primeiro teve o primeiro contato com esse tipo de planta ainda na faculdade, na década de 1980. Na época, havia pouca informação e sobravam dificuldades para começar a fazer os próprios vasos. Sanada, por sua vez, morou por algum tempo no Japão, onde desenvolveu algumas técnicas. Atualmente, ele tem uma grade de 45 bonsais em casa. Ambos dão algumas dicas para quem quer ter um bonsai e, principalmente, de como mantê-lo.

A escolha

O primeiro passo tem a ver com estética. Dentre as opções de bonsais, há árvores caducifólias, coníferas, floríferas, frutíferas e perenes. Para fazer a melhor escolha, analise o aspecto da árvore. Folhas verdes e a firmeza do tronco são bons indicadores. Além disso, consulte o vendedor e peça mais informações sobre o tipo escolhido, para ter certeza de que ele vai se adaptar ao local que você tem disponível. Para ser considerado um bonsai, a árvore precisa estar em um vaso de cerâmica ou cimento, que conservam melhor a temperatura. Se não estiver, é considerada apenas um pré-bonsai. Além disso, os vasos de plástico são desaconselhados porque esquentam muito a raiz.

Dentro ou fora

O bonsai pode ser mantido dentro ou fora de casa. Se o espaço disponível é interno, procure posicionar a árvore em um local onde haverá incidência direta do sol e bastante ventilação. Procure deixar, no máximo, a um metro de distância de janelas e evite colocar a planta perto de objetos que irradiem calor, como televisores. Muitos consideram o ambiente externo o melhor lugar para a planta, onde ela pode ficar exposta ao sol e chuva. Nesse caso, nos dias de mais calor, no verão, procure colocar a árvore em um local sombreado. Já nos locais onde os invernos são mais rigorosos, é preciso protegê-las de eventuais geadas, por exemplo.

Rega

Não tem uma fórmula mágica para regar um bonsai. Isso vai depender da combinação do tipo de planta e local onde ela é cultivada. A regra básica é molhar toda a extensão do vaso até que a água saia pelo orifício de drenagem. O ideal é voltar a regar quando a superfície estiver levemente seca, uma vez que a terra não deve ficar encharcada. Por suas características, também não é aconselhável que se mantenha o bonsai em um vaso com prato, já que ele favorece o encharcamento das raízes. Também é aconselhada a limpeza das folhas por pulverização, que consiste em jogar água na planta, mas não na terra. Essa técnica também é indicada para refrescar a árvore nos dias quentes.

Adubo e pragas

Assim como qualquer outra planta, o bonsai não está livre de pragas como pulgões e ácaros, por exemplo. As doenças aparecem normalmente por problemas com a rega (falta ou excesso de água), falta de luz, ventilação e umidade. Nesse caso, é preciso tratar a planta para recuperá-la. Para manter a árvore saudável, também é preciso adubar. Você pode optar por adubos genéricos, que servem para qualquer planta, ou específicos para flores e frutos, para reforçar essas características. Na primavera e no outono, indica-se a adubação a cada 15 dias. Já no inverno e no verão, o cuidado deve ser tomado a cada mês.

Modela e poda

Uma das características do bonsai é que ele pode ser moldado ao gosto do dono. Existem técnicas de poda, para moldar a copa, assim como é possível modelar o tronco, com arames específicos. Para podar, o ideal é fazê-lo no período vegetativo da árvore, que coincide com o inverno. Nesse caso, você dirige o crescimento da planta e elimina galhos defeituosos ou desnecessários. Para fazer a poda, use tesouras ou alicates. Se deixar o bonsai crescer livre, ele perde a sua forma. Já a modelagem consiste no processo de aramação. Com a ajuda de arames específicos para essa função, é possível “entortar” o tronco e dar um formato diferente.

Transplante

À medida que a planta vai crescendo, ela precisa de mais espaço para as raízes. Por isso, é importante fazer o transplante para um vaso maior. Para plantas mais jovens, o ideal é trocar de vaso a cada um ou dois anos. Já as plantas maduras podem ser transplantadas a cada três ou cinco anos. Para trocar o vaso, é preciso fazer uma poda na raiz, mas é preciso saber onde cortar para não matar a planta. Por isso, a recomendação é procurar auxílio especializado. A melhor época para transplantar é no fim do inverno ou início da primavera. Após a troca de vaso, é recomendado um período de descanso na sombra por trinta dias.

Bonsai

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE