Vida Pública

Fechar
PUBLICIDADE

COMILANÇA

As dez refeições mais caras dos deputados estaduais em 2015

Notas fiscais mais altas com “despesas de alimentação” contam com despesas acima de R$ 850; gasto mais alto foi de R$ 1.175 em um único almoço

Artagão Júnior (PMDB) apresentou em maio de 2015 a nota mais cara da Alep com alimentação: R$ 1.175 na Jardins Grill | Sandro Nascimento/Alep
Artagão Júnior (PMDB) apresentou em maio de 2015 a nota mais cara da Alep com alimentação: R$ 1.175 na Jardins Grill Sandro Nascimento/Alep
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Dezembro é pródigo em festas e extravagâncias gastronômicas em todo o mundo. Mês em que as famílias se reúnem para fartas refeições. Mas as notas fiscais apresentadas pelos deputados estaduais do Paraná entre janeiro e novembro de 2015 mostram um grande apetite durante todo o ano. Com base em dados da própria Assembleia Legislativa, a Gazeta do Povo separou as dez notas fiscais mais altas apresentadas pelos legisladores nesse período. Os dados de dezembro ainda não estão disponíveis. Todas elas superam R$ 850. Carnes nobres e massas estão no topo das preferências dos nossos representantes.

Cada deputado tem uma cota de R$ 31,4 mil para gastar por mês. Esse dinheiro pode ser gasto com 32 itens, incluindo alimentação, combustível, aluguel de escritórios e de imóveis, divulgação do trabalho e serviços de consultoria – desde que ligados ao exercício do mandato. Para ter a despesa ressarcida, basta apresentar a nota fiscal. Não há, porém, qualquer controle sobre como os gastos ocorrem.

Entre janeiro e novembro de 2015, os deputados estaduais paranaenses comprovaram despesas que somam R$ 15,590 milhões. Com R$ 1,3 milhão em gastos, a alimentação foi a quinta maior despesa nesse período -- atrás de transporte, divulgação, comunicação e serviços técnicos.

Comilança

O deputado estadual Artagão Júnior (PMDB) foi o que apresentou a nota fiscal mais alta no quesito – R$ 1.175 gastos no rodízio de carnes nobres Jardins Grill, num único almoço em maio. Ele também aparece na sétima colocação, com uma nota fiscal de R$ 890 na Villa Hamburgueria, em Guarapuava.

Outra curiosidade é a predileção dos legisladores pela churrascaria Batel Grill. Das dez notas fiscais, três foram ali. Duas delas emitidas pelo deputado estadual Nelson Justus (DEM). O local é reconhecidamente de qualidade e opção para visitantes ilustres. Foi nessa casa, por exemplo, que almoçou a seleção de futebol espanhola durante sua estadia em Curitiba para a disputa da Copa do Mundo de 2014.

deixe sua opinião

mais lidas de Vida Pública

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais