Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Ceará

Ciro Gomes é nomeado secretário de Saúde pelo irmão

Ex-ministro elogiou o programa federal Mais Médicos e disse que a partir de agora vai "calar a boca" em relação a críticas ao governo da presidente Dilma Rousseff

  • Agência Estado
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O ex-ministro Ciro Gomes (PSB) assume nesta terça-feira,10, a Secretaria de Saúde do Ceará. Nesta segunda-feira à noite, 09, ao ser nomeado pelo irmão governador Cid Gomes (PSB), Ciro elogiou o programa federal Mais Médicos e disse que a partir de agora vai "calar a boca" em relação a críticas ao governo da presidente Dilma Rousseff.

Sobre a vinda dos médicos cubanos e a reação negativa que os médicos cearenses tiveram para com eles, Ciro disse que "estamos precisando dos médicos cubanos agora e condeno e além disso peço desculpas pelo povo cearense ao que média dúzia da elite fez com eles, vaiando e hostilizando", afirmou se referindo ao protesto que o Sindicato dos Médicos fez há 15 dias na acolhida ao cubanos chamando de "escravos" e "que deveriam voltar á senzala".

Para Ciro Gomes, no "que pese o Mais Médicos tem sido mal anunciado, mal empacotado, mas isso era uma opinião antiga. Agora eu acho que é um excelente programa". Segundo Ciro Gomes, o Mais Médicos é o melhor programa e ele não considera que o programa seja uma estratégia de campanha para o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, cotado para se candidatar ao Governo de São Paulo, em 2014.

"Tinha muitas divergências com o ministro da Saúde, seu modo de administrar a Saúde, mas disse isso fora do Governo. Na medida que eu assumo essa responsabilidade com a delegação do governador do Estado de tocar uma área tão sensível quanto essa da Saúde, eu calo a boca e vou trabalhar para produzir resultados". Para Ciro com Padilha agora zera tudo e que ele vai cobrar do ministro recursos para o Ceará.

Ciro frisou na abertura da entrevista coletiva com os nove novos secretários, no Palácio da Abolição (sede do Governo), que "considero o Mais Médicos um excelente programa e necessário para socorrer a todos brasileiros".

Ao seu nomeado pelo governador Cid Gomes (PSB) no lugar de Arruda Bastos (PCdoB), que vai se candidatar a deputado estadual em 2014, Ciro Gomes foi chamado pelo governador de "melhor referência em gestão pública no Brasil".

Ciro Gomes quis ser ministro da Saúde no segundo governo Luiz Inácio Lula da Silva. Não conseguiu. Ciro Gomes como a Secretaria de Saúde e a missão de ficar até o final do governo do irmão em 31 de dezembro de 2014, se afasta da política nacional e vai se dedicar a Saúde dos cearenses.

Sua meta principal desafiada por Cid é dotar o Estado da maior rede de saúde dentre os estados brasileiros. Caberá a Ciro universalizar o atendimento em atenção secundária e o serviço de atendimento móvel de urgência. Sob a guarda de Ciro fica ainda dez grandes hospitais do Estado e a construção de 32 Unidades de Pronto Atendimento (Upas).

Cid nomeou outros oito secretários. Para Segurança Pública trouxe o ex-secretário de Segurança do governador Eduardo Campos (PSB), em Pernambuco; Servilho Paiva. Para a Cultura nomeou o jornalista Paulo Mamede.

Para o Desenvolvimento Social e Trabalho trouxe o diretor de Políticas Públicas do Ministério do Trabalho e Emprego, Josbestini Clementino. Para a Secretaria da Fazenda escalou o então secretário adjunto João Maia. Para o Esporte trouxe do Sobral Gilvan Paiva. Para o Meio Ambiente nomeou Bruno Sarmento Menezes, uma liderança do PMDB. Para Cidades, Carlo Ferrentine, que era secretário executivo da pasta.

Para Controladoria Geral de Disciplina nomeou Francisco Sales de Oliveira, que sub-secretário do então secretário de Seguranlça, Moroni Torgan. Deixaram o governo porque vão se candidatar em 2014: Mauro Filho (Fazenda), Arruda Bastos (Saúde), Francisco Bezerra (Segurança), Paulo Henrique Lustosa (Meio Ambiente), Gony Arruda (Esporte), Evandro Leitão (Desenvolvimento Social e Trabalho), Francisco Pinheiro (Cultura) e Camilo Santana (Cidades).

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida Pública

PUBLICIDADE