Vida Pública

Fechar
PUBLICIDADE

Disputa em 2014

Eleição para o governo do estado pode ser acirrada

Levantamento do Paraná Pesquisas mostra quatro candidatos empatados tecnicamente em segundo lugar, atrás do atual governador Beto Richa

Richa: popularidade alta; Gleisi: principal opositora; Requião: isolado no PMDB |
Richa: popularidade alta; Gleisi: principal opositora; Requião: isolado no PMDB
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Dependendo dos envolvidos, a corrida eleitoral para o governo do estado em 2014 pode ser bastante acirrada. Levantamento feito pelo instituto Paraná Pesquisas, a pedido da Gazeta do Povo, mostra que, em um dos cenários, cinco possíveis candidatos teriam mais do que 10% dos votos. Já nos cenários de segundo turno a vantagem é do atual governador, Beto Richa (PSDB). Entretanto, a pesquisa espontânea revela que 69% dos paranaenses ainda não têm candidato de preferência.

INFOGRÁFICO: Cenários mostram disputa acirrada em 2014

Em um cenário com Richa, Gleisi Hoffmann (PT), Roberto Requião (PMDB), Osmar Dias (PDT) e Ratinho Jr. (PSC), as eleições poderiam ser mais emocionantes que o primeiro turno da capital em 2012. Richa aparece na liderança com 29% dos votos totais. Já os outros quatro nomes estariam todos empatados tecnicamente. A ministra teria 17%; o senador, 16%; o ex-senador, 15%; e o deputado federal, 14%.

Entretanto, as últimas movimentações políticas mostram que Requião tem poucas chances de se candidatar ao governo do estado, já que ficou isolado dentro de seu partido. Osmar e Ratinho também são nomes incertos: o primeiro está afastado da política local desde a derrota nas eleições de 2010, enquanto o segundo ensaia uma aproximação com o grupo político de Beto Richa. Em uma disputa apenas com Gleisi, Richa teria hoje uma vitória mais tranquila: faria 51%, contra 36% da petista. Contra Requião, Richa venceria por 55% a 31%; e contra Osmar, por 50% a 35%.

Avaliação

Para o diretor do instituto Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo Lopes de Oliveira, os números são favoráveis ao atual governador. “A popularidade do governo está boa e os números são razoáveis, o que mostra que ele é um candidato forte à reeleição”, afirma. Para ele, se Richa conseguir manter uma avaliação positiva nos próximos dois anos, é favorito à reeleição.

Entretanto, o cenário aponta que os outros possíveis candidatos ainda são fortes e podem estragar a festa do governador. Três deles (Gleisi, Requião e Osmar Dias) estiveram juntos na última eleição e, somados, têm 48% das intenções de voto.

Já o cientista político Emerson Cervi, da Uni­­­versidade Federal do Paraná (UFPR), avalia que ainda é cedo para qualquer previsão, já que 69% dos eleitores ainda não sabem em quem votar. Para ele, a pesquisa confirma apenas a alta visibilidade que alguns nomes da política paranaense têm neste momento, já que exercem um cargo público ou participaram de eleições em 2012.

Ele avalia, no entanto, que o atual cenário deixa um espaço a ser preenchido por uma candidatura da direita no Paraná. Para ele, todos os outros nomes fortes na disputa estão no espectro da centro-esquerda. Logo, haveria um espaço que poderia ser preenchido por um candidato mais conservador.

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida Pública

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais