Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Mensalão

Ex-deputado Roberto Jefferson é preso

O político, delator do esquema do mensalão, foi condenado a sete anos e 11 dias de prisão em regime semiaberto

  • Agência Brasil e Agência Estado
  • Atualizado em às
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A Polícia Federal (PF) cumpriu às 12h21 desta segunda-feira (24) o mandado de prisão expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RJ), condenado a sete anos e 14 dias de prisão em regime semiaberto no processo do mensalão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Poucos minutos antes, os agentes da PF, que desde a madrugada de sábado (22) fazem plantão em frente à casa de Jefferson em Levy Gasparian, no interior do Estado do Rio, entraram no imóvel e lhe apresentaram a ordem de prisão.

Jefferson assinou o documento, foi até o portão de sua casa e disse aos jornalistas: "Como vocês estiveram dias e dias aqui na porta da minha casa, aqui está o mandado de prisão. Agora vou tomar um banho e descer com a PF (para o Rio de Janeira). Boa tarde a vocês e desculpe o mau jeito."

Na última sexta-feira (21), o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, havia determinado a prisão de Jefferson, condenado a sete anos e 11 dias de prisão em regime semiaberto na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

O ex-deputado Roberto Jefferson ficará preso no presídio Ary Franco, em Água Santa, na zona norte do Rio. Ele será levado para o local antes de fazer uma avaliação médica. Depois de fazer exames, será definido o local onde cumprirá a pena de sete anos e 14 dias em regime semiaberto. “Após a avaliação, será decidida qual a unidade prisional em que ficará acautelado, de acordo com seu regime e suas condições de saúde”, informa a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap). Jefferson será examinado na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Dr. Hamilton Agostinho Vieira de Castro, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na zona oeste.

Na última sexta-feira (21), o STF avaliou que o sistema prisional fluminense tem condições de oferecer ao ex-deputado tratamento médico adequado. Por questões médicas, Jefferson deve tomar os remédios regulares e seguir uma dieta.

Jefferson reclamou de demora para ser preso

Antes de ser preso por ordem do Supremo Tribunal Federal, Roberto Jefferson apareceu, por volta das 8h30 desta segunda-feira, na sacada de sua casa em Levy Gasparian, no interior do Estado do Rio, e reclamou da demora para a chegada do mandado de prisão.

O STF determinou na sexta-feira, 21, que o delator do mensalão fosse preso. No sábado, 22, a Polícia Federal informou que o mandado só sairia nesta segunda-feira, o que ainda não aconteceu. "Essa expectativa não me deixa dormir. Eu deito, mas não durmo, mas está tudo em paz. É o destino. É angustiante, mas faz parte da luta", disse Jefferson. "Deus só dá carga para quem pode puxar. Sou 'harleyro' e botafoguense, acostumado a sofrer", acrescentou, em referência a suas duas maiores paixões, o clube alvinegro e as motos Harley Davidson.

O ex-parlamentar afirmou ainda que seus advogados já estão na Superintendência da Polícia Federal no Centro do Rio, e que até as 8h30 o mandado de prisão não havia sido emitido pelo STF. Jefferson disse que, assim que o documento chegar a Levy Gasparian, se apresentará aos agentes da PF que desde a madrugada de sábado fazem plantão em frente à sua casa e devem conduzi-lo em uma viatura à Superintendência no Rio. "A hora que (o mandado) chegar, eu vou embora, e vocês (jornalistas) vão com a gente", disse Jefferson.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida Pública

PUBLICIDADE