Vida Pública

Fechar
PUBLICIDADE

mensalão

Procurador diz que PTB usava carros-fortes para receber

 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, nesta sexta (3) afirmou que o mensalão pago a integrantes da cúpula do PTB foi transportado em carros-fortes. No segundo dia de julgamento do processo pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Gurgel citou depoimento prestado pelo presidente do PTB, Roberto Jefferson, segundo o qual em duas oportunidades foi o próprio publicitário Marcos Valério que repassou o dinheiro em mãos para Jefferson.

O chefe do Ministério Público disse que o PTB e o núcleo político do esquema firmaram um acordo financeiro por meio do qual o partido iria receber R$ 20 milhões. O acerto foi viabilizado, sustenta Gurgel, com o aval do então ministro da Casa Civil José Dirceu.

Segundo Gurgel, mencionando fatos documentados, o ex-presidente do PTB José Carlos Martinez recebeu cerca de R$ 1 milhão, repassados em duas vezes pelas mãos do seu então motorista Jair dos Santos. Roberto Jefferson, que assumiu o cargo em outubro de 2003 depois da morte de Martinez, deu "continuidade ao sistema financeiro" anterior.

O procurador-geral disse que Jefferson recebeu R$ 4,5 milhões. Ele recebeu o recurso em três ocasiões. O ex-deputado Romeu Queiroz, do PTB de Minas, também recebeu outros R$ 102 mil.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida Pública

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais