Vida Pública

Fechar
PUBLICIDADE

Boca suja

Vereador de Cascavel se irrita e xinga Câmara em discurso no plenário

Mário Seibert (PTC) ficou contrariado com a decisão da Justiça, que o proibiu de usar servidores de seu gabinete para transportar doentes em um “carro comunitário” mantido por ele

 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

O presidente da Câmara de Vereadores de Cascavel, Marcos Damasceno (PDT), não entendeu como falta de decoro parlamentar a declaração do vereador Mário Seibert (PTC) na sessão de segunda-feira (4), quando se irritou com a Justiça por tê-lo obrigado a não mais usar servidores de seu gabinete para transportar doentes em um "carro comunitário" mantido por ele.

Contrariado com o destaque dado pela imprensa local à decisão judicial, Seibert perdeu a compostura em discurso no plenário. "Não é Justiça, nem a imprensa que paga meu salário nessa merda da Câmara", disse. Apesar de ter se referido ao Legislativo com palavra de baixo calão, ele foi advertido apenas verbalmente.

Esta não é a primeira vez que Seibert usa palavras inapropriadas em discursos no plenário da Casa. No ano passado, durante votação de um ação popular que pedia investigações sobre denúncias de superfaturamento na aquisição de uniforme escolar pela prefeitura, ele disse que não se importava com a opinião pública ao votar contra a abertura de um processo de investigação. "Estou andando e cangado", disse ele, na ocasião, sobre as denúncias.

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida Pública

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais