Assinaturas Classificados
Assinaturas

Publicidade
Decisão

Aulas na UFPR recomeçam nesta terça-feira

Para os cursos que terminaram o primeiro semestre, no entanto, a retomada das atividades será no dia 24 de setembro

17/09/2012 | 14:15 |
  • Comentários

Calendário

Confira como será o retorno das atividades acadêmicas na UFPR:

>>> Cursos anuais

As aulas vão de 18 de setembro de 2012 a 2 de março de 2013, com recesso de 22 de dezembro a 20 de janeiro de 2013.

>>> Cursos semestrais

1. As aulas de reposição do primeiro semestre ocorrem de 18 de setembro a 17 de outubro de 2012.

2. As aulas referentes ao segundo semestre serão de 29 de outubro a 16 de março, com recesso de 22 de dezembro de 2012 a 20 de janeiro de 2013.

>>> Cursos semestrais que concluíram o primeiro semestre

As aulas de reposição do segundo semestre começam em 24 de setembro e terminam em 9 de fevereiro, com recesso de 22 de dezembro de 2012 a 20 de janeiro de 2013.

>>> 2013

O ano letivo de 2013 está previsto para começar dia 13 de abril e até o final do ano o calendário deve voltar ao normal.

De acordo com a instituição, as aulas dadas antes da redefinição do calendário não terão validade. Isso significa que os professores que deram aulas neste período não poderão dar faltas, cobrar trabalhos ou avaliações.


Após quatro meses em greve, as aulas na Universidade Federal do Paraná (UFPR) recomeçam nesta terça-feira (18). O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da instituição aprovou na reunião desta manhã três calendários para contemplar circunstâncias diferentes dos cursos da instituição.

Para os cursos anuais, as aulas retornam amanhã (18) e seguem direto até dia 21 de dezembro. A partir desta data há um recesso até 20 de janeiro e as aulas do ano acadêmico de 2012 encerram dia 2 de março. Já no caso dos cursos semestrais, as aulas também voltam amanhã e vão até dia 17 de outubro para encerrar o primeiro semestre. O início do segundo semestre é dia 29 de outubro e de dezembro a janeiro o recesso é o mesmo dos cursos anuais, mas finaliza depois, dia 16 de março.

De acordo com o reitor, Zaki Akel Sobrinho, será possível encerrar o primeiro semestre em duas semanas, mas para isso os professores vão precisar aumentar um pouco o horário de aula. “Faltavam quatro semanas para acabar quando começou a greve, mas vamos conseguir repor em menos porque quando o calendário foi feito ele previa excessos de dias para os feriados que tivemos”, explica.

Para os cursos que concluíram o primeiro semestre, as aulas voltam na próxima segunda-feira, dia 24, e terão o mesmo recesso do final do ano – 21 de dezembro até 20 de janeiro – e encerram dia 9 de fevereiro.

Segundo Akel Sobrinho, as turmas que estão no último ano dos cursos de graduação poderão reduzir o recesso de dezembro e janeiro para que as formaturas não atrasem. “Cada curso vai poder negociar que dia de janeiro precisa retomar as aulas para que as datas de formaturas não precisem ser alteradas”, explica.

No campus Litoral o calendário é o mesmo. Outras datas como eleição para reitor e vestibular não serão alteradas. Akel Sobrinho também informou que não será necessário reposição em feriados ou finais de semana porque as datas estabelecidas darão conta de repor todo conteúdo. O ano letivo de 2013 está previsto para começar dia 13 de abril e até o final do ano o calendário deve voltar ao normal.

Sobre as aulas que foram dadas nesta segunda-feira (17) e na semana passada, o reitor explica que não terão validade, pois precisam obedecer ao calendário do Cepe. Isso significa que os professores que deram aulas neste período não poderão dar faltas, cobrar trabalhos ou avaliações. Para não atrasar as formaturas, os cursos dos últimos anos poderão ter aulas em regime de exceção durante o recesso de dezembro e janeiro.

Histórico

A greve nacional dos professores começou em 17 de maio e teve seu fim oficial anunciado neste domingo (16), pelo Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes). A paralisação, que chegou a reunir 57 das 59 universidades federais do país, perdeu força nas últimas semanas, quando o governo reafirmou que não iria mais negociar com os docentes e mais da metade das instituições resolveu retomar as atividades.

Na UFPR, a suspensão da greve foi decidida antes, na última quinta-feira (13), quando a maioria dos 400 docentes participantes de uma assembleia sindical no Teatro da Reitoria votou pelo fim da paralisação a partir desta segunda.

      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 49,90 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade