Assinaturas Classificados
Assinaturas

Publicidade

Vida Prática

Felipe Rosa/Gazeta do Povo

Felipe Rosa/Gazeta do Povo /
Mobilidade

O que não pode faltar na sua bike

Publicado em 24/08/2012 |
  • Comentários

Está pensando em deixar o carro de lado e começar a pedalar por aí? Então, em primeiro lugar, você precisa providenciar os itens obrigatórios previstos na legislação: espelho fixado no lado esquerdo da bike, campainha, e refletores na parte dianteira e traseira, nos pedais e nas laterais. Outros equipamentos, embora não constem no Código Brasileiro de Trânsito, também são fundamentais para garantir a segurança nas vias públicas. A Gazeta do Povo montou um guia com todos os apetrechos básicos, sugestões de como guardar e transportar a bicicleta e dicas de como tornar os passeios muito mais tranquilos.

O que é básico

Dicas

Está pensando em andar de bicicleta? Veja as sugestões de quem entende do assunto para garantir conforto e segurança:

- Sempre use roupas leves e um tênis adequado.

- Não abra mão dos equipamentos de segurança, como capacete, luvas e sinalizadores. Também confira se você tem todos os itens exigidos pelo Código Brasileiro de Trânsito: espelho no lado esquerdo, campainha, e refletores (adesivos) na parte dianteira (brancos e amarelos) e traseira (vermelhos), nos pedais e nas laterais (em qualquer cor).

- Instale um suporte e carregue uma garrafinha de água na bicicleta. É importante se hidratar pelo menos a cada meia hora, principalmente em dias de calor.

- Se for transportar uma criança, não abra mão de instalar uma cadeirinha.

- Assim como os carros, as bicicletas precisam de revisões periódicas. O ideal é fazer uma manutenção a cada seis meses, a cada 800 km ou antes de viajar – e sempre procurar por lugares de confiança. Manter os pneus calibrados e lubrificar a corrente semanalmente são atitudes que ajudam a conservar a bike por mais tempo.

- Escolha a bicicleta adequada para o seu perfil, levando em conta sua altura e o uso (se é para passear, andar pela cidade, fazer trilhas ou acrobacias). Desconfie de modelos muito baratos.

- Se quer ir ao trabalho e à faculdade ou viajar de bicicleta, tenha certeza de que você tem habilidade com o veículo, já que andar de bike no trânsito exige muito preparo e cuidado. Na dúvida, peça ajuda a alguém mais experiente e comece por trechos pequenos, até se sentir seguro para aumentar a distância e as dificuldades do trajeto.

Fontes: André Hain Taborda, sócio-gerente da Agência Bicicleta; Cícero Pereira da Silva, coordenador de veículos do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR); Cleverson Purkot, gerente de seção da Decathlon Barigui; Eliton Mello, gerente de vendas da Jamur Bikes; e Renato Baron, proprietário da Baron Bikes.

Serviço

Decathlon Barigui: (41) 3025-7400 e www.decathlon.com.br;

Detran/PR: (41) 3361-1212 e www.detran.pr.gov.br;

Jamur Bikes: (41) 3264-5835 e www.jamurbikes.com.br;

Baron Bikes: (41) 3264-6097 e www.baronbikes.com;

Agência Bicicleta: (41) 3222-6226 e www.agenciabicicleta.com.br.

Capacete

Prefira modelos ajustáveis – que oferecem mais conforto por se adaptarem à circunferência da sua cabeça –; de materiais mais leves; que sejam resistentes para aguentar grandes impactos; e com o máximo possível de entradas de ar, o que garante que você não vai sentir calor excessivo enquanto pedala. Antes de comprar, experimente o capacete e garanta que ele não está folgado ou apertado demais – o ideal é que o equipamento não se mexa enquanto você movimenta a cabeça. E vale um alerta: ciclistas comuns não devem usar aqueles capacetes fechados, indicados somente para quem faz acrobacias, pois são pesados e têm pouca ventilação. O equipamento é encontrado por R$ 60, mas o valor pode passar facilmente dos R$ 100. Na Baron Bikes, o capacete ajustável sai por R$ 177,90. Na Decathlon Barigui, o equipamento ajustável e com sinalizador custa R$ 129.

Luvas

No caso de um tombo, o primeiro reflexo do ciclista é colocar as mãos no chão para impedir a queda. Por isso, usar luvas é essencial. Há modelos para o verão (que protegem apenas as palmas e as costas das mãos e são mais arejadas) e de inverno (luvas inteiras, com cobertura para os dedos, que deixam as mãos mais quentes). Os modelos saem a partir de R$ 29,90. Prefira os produtos que tenham tecidos mais confortáveis, com proteção em espuma ou gel e que não fiquem muito folgados ou apertados, o que pode causar dores e calos. Na Baron Bikes, os bikers encontram luvas a partir de R$ 50.

Sinalizadores

Para quem pedala à noite é imprescindível instalar uma lanterna branca dianteira e um sinalizador vermelho traseiro na bicicleta (fixado na altura do selim), para que o ciclista possa ver e ser visto a longa distância. Há modelos de lanternas e sinalizadores com baterias e outros que usam pilhas recarregáveis – as cargas podem durar até 100 horas. Na Baron Bikes, o sinalizador da marca Dlight custa R$ 15 e o farol dianteiro sai por R$ 20. Uma dica é colocar um sinalizador também na mochila ou no capacete. Na Decathlon Barigui, o sinalizador da marca V100, sai por R$ 24,95. Outro item indispensável é uma campainha, que sai por cerca de R$ 10. Quanto mais barulhenta, melhor para alertar pedestres e motoristas.

Roupas adequadas

Use sempre roupas leves e que deem liberdade de movimento. Prefira camisetas e calças de cores claras, para chamar a atenção no trânsito. À noite, opte por modelos em materiais reflexivos ou tonalidades chamativas. Quanto às meias, o ideal é procurar por modelos arejados, que eliminam a transpiração, e escolher um tênis leve, confortável e que calce direitinho no seu pé (se ele é muito folgado ou apertado gera desconforto, bolhas e até calos). Para os dias nublados ou de chuva fina, é bom ter uma capa de chuva, de preferência com faixas em material reflexivo. Alguns modelos vêm com bolsos na parte de trás, onde você pode guardar pequenos objetos, como chaves, celular e carteira – o que dispensa o uso de mochila. Na Decathlon Barigui, cada capa sai por R$ 79,95.

Kit de segurança

Independentemente da função da bicicleta, tenha sempre um kit composto por uma bolsa, uma câmara de ar extra, um conjunto de espátulas e uma bomba de ar. Na Baron Bikes, o conjunto custa a partir de R$ 84. Mas não basta somente ter os equipamentos na bike. O ideal é entrar em contato com uma bicicletaria e pegar informações sobre como usar essas peças no caso de uma emergência. Entre as empresas procuradas, nenhuma oferece cursos para os ciclistas, mas todas garantem que orientam os clientes no momento das compras e ficam à disposição para dúvidas depois desse período. E os especialistas alertam: também vale a pena investir em um cadeado de segurança, porque são comuns os roubos de bicicletas em estacionamentos e bicicletários em Curitiba. Na Agência Bicicleta, o item custa R$ 16,50.

Para transportar

Basicamente, há três tipos de acessórios para transportar bicicletas nos carros: suportes em reboque, fixados na parte traseira do veículo ou no teto (foto). Evite os que são encaixados na parte traseira e os que prometem encaixe universal, que podem arranhar a pintura e os vidros do carro, além de prejudicar a visibilidade dos motoristas. Os de engate no reboque custam a partir de R$ 170, oferecem menor contato com o vidro e a lataria do carro e têm boa fixação. O problema é que encobrem a placa e as luzes traseiras do carro, o que não é permitido pelo Código Brasileiro de Trânsito. Uma solução é solicitar uma terceira placa ao Detran. O ideal é investir nos modelos de teto, presos ao rack do carro. A desvantagem é que os motoristas muitas vezes se esquecem da bicicleta e tentam entrar em garagens com ela presa ao veículo. Na Decathlon, o modelo de rack custa a partir de R$ 189,90 (para apenas uma bicicleta).

Para guardar em casa

Antes de comprar os acessórios, é importante escolher com atenção o espaço onde a bicicleta vai ficar. Em condomínios, é comum haver bicicletários. Como algumas pessoas desconfiam da segurança nesses locais, pode-se guardar a bicicleta em um espaço arejado, longe do sol e da umidade e, de preferência, sem contato dos pneus com o chão – é comum a borracha ficar seca se passar muito tempo em contato com o piso. Para quem se preocupa com a limpeza, há capas para cobrir a bicicleta ou somente as rodas, a partir de R$ 70. Para pendurar a bike na parede, há ganchos individuais (a partir de R$ 19,90), que seguram a bicicleta pelo aro, ou acessórios para duas bicicletas (foto), por R$ 49,90, na Decathlon Barigui.

Não pode faltar Ampliar

      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 69,30 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade