Assinaturas Classificados
Assinaturas

Publicidade
20 de novembro

Feriado do Dia da Consciência Negra é aprovado na Câmara de Curitiba

ACP foi ao plenário e criticou proposta, que chegou a ter o adiamento cogitado. Projeto foi aprovado sem emendas e segue direto à sanção do Poder Executivo

27/11/2012 | 10:14 | atualizado em 27/11/2012 às 10:25
  • Comentários

O Projeto de Lei (PL) que estabelece como feriado o Dia da Consciência Negra, comemorado no dia 20 de novembro, foi aprovado em segunda discussão na Câmara dos Vereadores de Curitiba nesta terça-feira (27). O texto está apto a ser enviado à sanção do Poder Executivo, já que não foram apresentadas emendas.

A proposta de adiamento da votação chegou a ser cogitada no plenário. O vice-presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Gláucio Geara, foi à Câmara e criticou a criação de mais um feriado e dizer que a lei não passou pelo devido debate público. Depois desse fato, a vereadora Julieta Reis (DEM) propôs adiar a votação por 10 dias. Com a negação do pedido, o projeto foi votado e aprovado.

A ACP publicou um anúncio em jornais do Paraná, nesta terça-feira (27), no qual se posiciona contra o feriado. No texto, assinado pelo presidente da entidade Edson José Ramon, a associação diz que considera “louvável a instituição do dia 20 de novembro como "Dia da Consciência Negra”.

O texto, no entanto, diz que não concorda “que a data seja transformada em feriado, pois além de causar prejuízos econômicos, conferiria tratamento desigual a outras etnias que habitam Curitiba, que igualmente fazem parte de sua história e que muito contribuíram para a construção de nossa cidade.” O pedido feito na finalização do documento é para que os “senhores vereadores não o aprovem [PL que cria o feriado no dia 20 de novembro].”

      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 69,30 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade