Assinaturas Classificados
Assinaturas

Publicidade
Confirmação

Vaticano divulga agenda oficial da visita do papa Francisco ao Brasil

O motivo da viagem, que será a primeira do pontífice argentino, eleito em 13 de março, é a XXVIII Jornada Mundial da Juventude (JMJ)

07/05/2013 | 07:58 | atualizado em 07/05/2013 às 10:27
  • Comentários

A programação oficial da viagem do Papa Francisco ao Brasil foi divulgada pelo Vaticano nesta terça-feira (7). O papa Francisco chega ao Rio para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) na tarde do dia 22 de julho. A previsão é que o avião trazendo o Papa pouse por volta das 16 horas na Base Aérea do Galeão. Ele será recebido pela presidente da República, Dilma Rousseff; pelo arcebispo da Catetral São Sebastião do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta; pelo arcebispo de Aparecida e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Cardeal Raymundo Damasceno Assis; pelo governador Sérgio Cabral; e pelo prefeito Eduardo Paes.

No aeroporto não serão realizadas formalidades particulares e não serão pronunciados discursos. Ele aguardará na sala presidencial do aeroporto, enquanto a comitiva prepara o cortejo papal.

O papa Francisco deixará o aeroporto de papamóvel em direção ao Palácio Guanabara, sede oficial do Governo do Estado do Rio de Janeiro, onde será realizada a cerimônia de boas-vindas. Além da execução dos hinos e honras militares, haverá discursos da presidente Dilma e do papa; em seguida a apresentação das duas delegações, uma brasileira e outra vaticana.

O papa deixará o Palácio Guanabara em direção ao Sumaré, onde ficará durante a permanência no Rio. A terça-feira (23) será estritamente privada até a manhã de quarta-feira, 24 de julho. Neste dia, às 8h15, o Papa deixará o Rio, e de helicóptero irá até Aparecida, em São Paulo, onde visitará a imagem de Nossa Senhora no Santuário Nacional e celebrará uma missa.

Papa Francisco será acolhido pelo arcebispo de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno Assis e pelo Reitor do Santuário, padre Domingos Sávio da Silva. Ele almoçará no Seminário Bom Jesus, retornando depois ao Rio.

No início da noite, o papa Francisco retornará ao Sumaré onde irá jantar de forma privada e onde pernoitará. Na quinta-feira, o Santo Padre celebrará no início da manhã uma missa em privado na residência do Sumaré.

Quinta-feira, dia 25

Às 9 horas, o papa Francisco deixará o Sumaré em direção ao Palácio da Cidade, onde receberá das mãos do prefeito Paes, as chaves do Rio de Janeiro e irá abençoar as bandeiras oficiais dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos.

Por volta das 10 horas, ele deixará o palácio e se dirigirá à comunidade da Varginha, em Manguinhos, para uma visita e será acolhido pelo pároco, pelo vice-pároco, pelo vigário episcopal e pela superiora das irmãs de caridade. Logo em seguida, se dirigirá para a pequena igreja dedicada a São Jerônimo Emiliano onde encontrará alguns membros da comunidade paroquial.

Na Paróquia, após um momento de oração, será abençoado o novo altar e o papa oferecerá um presente à comunidade. O Santo Padre seguirá depois ao campo de futebol, onde estará reunida a comunidade. Ao longo do percurso de cerca de cem metros, ele visitará a casa de uma família.

Papa Francisco retornará depois ao Sumaré para o almoço em privado. À tarde, às 17 horas, ele deixará novamente o Sumaré em direção à Praia de Copacabana, onde haverá a festa de acolhida aos jovens participantes da Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

Sexta-feira, 26

Na sexta-feira de manhã, haverá outra missa na residência do Sumaré. Em seguida, ele irá à Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, onde às 10h irá confessar cinco jovens, representantes dos cinco continentes.

Após as confissões, papa Francisco seguirá para o Palácio São Joaquim, residência do Arcebispo do Rio, o qual acolherá o pontífice na entrada principal.

Francisco irá encontrar cinco jovens detentos, acompanhados de assistentes sociais. Em seguida o papa e o arcebispo se dirigirão ao primeiro andar para visitar a capela onde encontrará as irmãs que trabalham na residência.

Às 12 horas, o Santo Padre do balcão do palácio rezará a oração do Angelus. Em seguida encontrará os 20 membros do comitê organizador e os dez grandes patrocinadores JMJ. Não estão previstos discursos.

No Salão redondo no primeiro andar do arcebispado, o papa Francisco almoçará com Dom Orani Tempesta e com jovens de várias nacionalidades. O almoço terá a duração de cerca um hora. Após o encontro, o papa retornará ao Sumaré.

No fim da tarde, às 17 horas, retornará à Praia de Copacabana para a Via Sacra com os jovens. Depois retornará ao Sumaré onde pernoitará.

Sábado, 27

No sábado de manhã, Papa Francisco irá à Catedral da cidade onde celebrará uma missa, às 9 horas, com os bispos da JMJ, sacerdotes, religiosos e seminaristas.

Já no Teatro Municipal, às 11h30, papa Francisco encontrará a classe dirigente do Brasil; presentes políticos, diplomatas, expoentes da sociedade civil, empresários, pessoas ligadas à cultura e representantes das maiores comunidades religiosas do país. O papa fará um discurso. Na conclusão, o pontífice retornará ao Sumaré onde irá almoçar com os cardeais do Brasil, a presidência da CNBB, os bispos da região e a comitiva papal.

No início da noite, por volta das 18h15, o papa deixa o Sumaré em direção do Campus Fidei de Guaratiba, na zona oeste do Rio, onde será realizada uma vigília de oração com os jovens.

Domingo, 28

No domingo, o papa Francisco deixará novamente o Sumaré, às 8h20, em direção a Guaratiba. Durante o deslocamento, o helicóptero do Santo Padre sobrevoará a estátua do Cristo Redentor. Às 10 horas terá início a missa de envio da JMJ Rio 2013, com a presença da presidente Dilma Rousseff.

Depois o papa retornará ao Sumaré onde irá almoçar com a comitiva papal. Ainda no Sumaré, ele encontrará com os cerca de 45 bispos do comitê de coordenação do Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam), às 16 horas.

Às 18h30, haverá a cerimônia de despedida no aeroporto do Galeão. O papa Francisco será acolhido no pavilhão de honra Marechal Trompowski de Almeida pela presidente Dilma Rousseff.

O retorno a Roma está prevista para as 19 horas, com chegada na Itália, às 11h30 da segunda-feira (29).

Trânsito preocupa

Um contingente de mais de 12 mil homens, sendo 8,5 mil das Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica), fará a segurança de toda a JMJ. O esquema prevê até mesmo uso de caças F-5 e jatos Super Tucanos, além de um escudo de mísseis e uma bateria antiaérea que ficarão posicionados em pontos estratégicos, como a Base Aérea de Santa Cruz. Os aviões serão acionados quando uma aeronave não autorizada entrar em áreas de exclusão do espaço aéreo da cidade.

Os encarregados da segurança também estão preocupados com o trânsito e querem que o prefeito Eduardo Paes estenda o período de feriado e férias escolares na cidade.

Inicialmente, a prefeitura do Rio pretendia decretar feriado nos dias 25 e 26 de julho, e meio expediente no dia 29. Os militares querem que o feriado dure toda a semana, do dia 22 até o dia 29.

      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 49,90 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade