Assinaturas Classificados
Assinaturas

Publicidade

Marco Antonio Leite/Arquivo Pessoal

Marco Antonio Leite/Arquivo Pessoal / Foto enviada pelo estudante Marco Antonio Leite mostra a cratera aberta pelo deslizamento na Estrada da Graciosa Foto enviada pelo estudante Marco Antonio Leite mostra a cratera aberta pelo deslizamento na Estrada da Graciosa
Estradas

Deslizamento de terra interdita Estrada da Graciosa, em Morretes

A queda de trecho da estrada ocorreu por volta das 13 horas de quinta (13) no quilômetro 10,8 devido ao excesso de chuvas. Interdição continuará por tempo indeterminado

13/03/2014 | 16:24 | atualizado em 13/03/2014 às 20:18
  • Comentários

O deslizamento de terra na altura do quilômetro 10,8 interditou o trecho da Estrada da Graciosa (PR-410), que liga Curitiba ao Litoral do estado, por volta das 13 horas desta quinta-feira (13), em Morretes.

Anteriormente, a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) havia informado que o acidente ocorrera no quilômetro 10,5.

PRE-PR/Divulgação

PRE-PR/Divulgação / Deslizamento de pista no quilômetro 10,8 soterrou trecho no quilômetro 12 da estrada Ampliar imagem

Deslizamento de pista no quilômetro 10,8 soterrou trecho no quilômetro 12 da estrada

De acordo com a PRE, cerca de 40 metros da pista cederam devido ao excesso de chuvas. O material acabou deslizando e caindo sobre o quilômetro 12, logo na descida da serra.

A interdição, conforme a PRE, segue por tempo indeterminado, já que há dificuldade para que as máquinas cheguem até o local. Na manhã desta sexta (14), a polícia informou que uma equipe do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) irá ao local para avaliar os estragos.

Ninguém ficou ferido.

Histórico

A Estrada da Graciosa é uma via histórica que começou a ser construída em 1854, ano da emancipação da província do Paraná. Ela liga os municípios de Quatro Barras a Morretes e tem uma extensão de 28,5 quilômetros, de acordo com o DER.

A via passa por uma região em que a Mata Atlântica mantem-se preservada e foi até a primeira metade do século 20 a única estrada pavimentada do estado.

Por esse motivo, a via foi de grande importância para a economia regional, já que por ela eram transportados os carregamentos de produtos como erva-mate, madeira e café até o Porto de Paranaguá.

Hoje a estrada é uma via de acesso ao litoral que proporciona aos viajantes espaços de lazer e ruínas históricas.

    • Nós que ganhamos nosso dinheiro com o turismo aqui em Curitiba, dependemos da Estrada da Graciosa funcionando. São dezenas de vans, guias de turismo, agências, turistas que descem de trem. Se fosse na Alemanha, a estrada já estaria pronta e funcionando. Japão da mesma forma. Mas aqui temos engenharia genérica, de segunda classe. Levar um ano, ou 6 meses? Isto é um absurdo e falta de consideração para com os que ganham seu dinheiro com o turismo. - Lotar Kaestner - 31/12/1969 21:00:00
    • Agora a Ecovia VAI TER que abrir as cancelas. - Denival Jeter Guimarães - 31/12/1969 21:00:00
    • Agora posso entrar na justiça e pedir isenção do pedágio para as praias, já que não tenho opção de estrada não pedagiada para aquele local. - Denival Jeter Guimarães - 31/12/1969 21:00:00
    • De Helicóptero talvez.... rsrs - Marco Aurélio Vitorino - 31/12/1969 21:00:00
    • Também gostaria, mas não tenho esperança nenhuma. COmo tudo no Brasil, será feito nas coxas.... - Barbara M D - 31/12/1969 21:00:00
    • e agora... como fazemos para ir ao litoral sem pagar pedágio? - eu - 31/12/1969 21:00:00
    • O triste disso tudo é que do jeito que as coisas andam a julgar pela eterna "falta de dinheiro" do governo...a Graciosa vai ficar interditada por uma eternidade... Jesus nos acuda!!! - Vicky - 31/12/1969 21:00:00
    • Desastre ecológico ou reação da natureza, pois a mãe natureza quando se vê ameaçada, evolui e tenta se curar! Caba a nossa tecnologia ajudar a recuperar esse espaço turístico e de lazer familiar em contato com a pura natureza. A NASA informou que a chagada do (M9 - Explosão Máxima Moderada Solar), neste domingo dia 09 que ja passou, não afetaria o clima do Planeta em si, somente alguma variação nos polos. Mas vendo esses desastres naturais da a entender que a história na prática tem um fundo de risco a todos na Terra. - RAFAELCRISPIM BEZERRA - 31/12/1969 21:00:00
    • Espero que nao contratem a mesma empreiteira que tapa os buracos na Joao Gualberto, porque senao com certeza daqui 15 dias volta tudo como esta agora . - CICERO LUIZ MALUCELLI - 31/12/1969 21:00:00
    • Sinto muito mesmo. Precisamos de mais preservacao e cuidados. Espero que o trabalho que sera feito seja da melhor qualidade e perfeicao possivel. LCL - Luiz C Laba - 31/12/1969 21:00:00
    • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
    • QUEM MAIS COMENTOU
    Publicidade
    Publicidade
    «

    Onde e quando quiser

    Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

    Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 49,90 por mês no plano anual.

    SAIBA MAIS

    Passaporte para o digital

    Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

    Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

    CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

    »
    publicidade