Assinaturas Classificados
Assinaturas

Publicidade

Marco Antônio Leite

Marco Antônio Leite / Rombo de 40 metros foi aberto no quilômetro 10,8. O material deslizou e cobriu também o quilômetro 12 Rombo de 40 metros foi aberto no quilômetro 10,8. O material deslizou e cobriu também o quilômetro 12
Litoral

Deslizamento interdita Estrada da Graciosa, em Morretes

Publicado em 14/03/2014 |
  • Comentários

Um deslizamento de terra na altura do quilômetro 10,8 interditou o trecho da Estrada da Graciosa (PR-410), que liga Curitiba ao Litoral do estado, por volta das 13 horas de ontem, em Morretes.

Anteriormente, a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) havia informado que o acidente ocorrera no quilômetro 10,5. De acordo com a PRE, cerca de 40 metros da pista cederam devido ao excesso de chuvas. O material acabou deslizando e caindo sobre o quilômetro 12, logo na descida da serra.

Mais estragos

Chuva forte alaga centro de Paranaguá e praia de Ipanema

Oswaldo Eustáquio, correspondente

Uma forte chuva que caiu no Litoral do Paraná na tarde de ontem alagou parte do Centro Histórico de Paranaguá e algumas ruas no balneário de Ipanema, em Pontal do Paraná. Não houve nenhum dano ao patrimônio público e não há desabrigados, segundo informação da Defesa Civil.

Havia um alerta de chuva contínua para a região, segundo informações do Simepar. “Todo o dia choveu em Paranaguá e no início da tarde houve uma pancada. O acúmulo de hoje [ontem] em Paranaguá, Guaratuba e na Ilha do Mel foi de 60 milímetros. Nesses dois dias choveu perto de 100 mílimetros”, afirma Samuel Braun, meteorologista do Simepar.

De acordo com informações da Defesa Civil de Paranaguá, a concentração da água foi registrada apenas no centro histórico e as chuvas não causaram estragos nas áreas rurais da cidade, local que está em processo de reconstrução devido às chuvas de março de 2011.

Para o engenheiro do setor de minimização de acidentes da Defesa Civil de Paranaguá Paulo Emannoel do Nascimento Júnior, o alagamento ocorreu em Paranaguá porque coincidiu uma tempestade com a maré cheia.

De acordo com o capitão do Corpo de Bombeiros de Paranaguá Jonas Emanuel Pinto, a situação é de alerta na região de Morretes em função do volume de chuva e do nível do Rio Ñhundiaquara.

A interdição, conforme a PRE, segue por tempo indeterminado, já que há dificuldade para que as máquinas cheguem até o local. Na manhã de hoje, a polícia informou que uma equipe do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) vai ao local para avaliar os estragos. Ninguém ficou ferido.

Histórico

A Estrada da Graciosa é uma via histórica que começou a ser construída em 1854, ano da emancipação da província do Paraná. Ela liga os municípios de Quatro Barras a Morretes e tem uma extensão de 28,5 quilômetros, de acordo com o DER.

A via passa por uma região em que a Mata Atlântica mantém-se preservada e foi até a primeira metade do século 20 a única estrada pavimentada do estado.

Por esse motivo, a via foi de grande importância para a economia regional, já que por ela eram transportados os carregamentos de produtos como erva-mate, madeira e café até o Porto de Paranaguá.

Hoje a estrada é uma via de acesso ao Litoral que proporciona aos viajantes espaços de lazer e ruínas históricas.

      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 49,90 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade