Assinaturas Classificados
Assinaturas

Publicidade
Violência

Supostos agressores de rapaz morto em briga se apresentam à polícia

Imagens mostram a vítima de 29 anos recebendo chutes, socos e golpes de capacete no meio de uma avenida em Ponta Grossa

25/03/2014 | 17:10 |
  • Comentários

Dois rapazes envolvidos na briga que resultou na morte do empresário Rodrigo Carneiro da Silva, de 29 anos, em Ponta Grossa, Campos Gerais, se apresentaram à polícia nesta terça-feira (25). Depois de prestarem suas versões, eles foram liberados. Ao todo, seis pessoas aparecem nas imagens das câmeras da Guarda Municipal do momento da confusão.

Rodrigo morreu na madrugada de segunda-feira (24), depois de ser agredido por um grupo de rapazes em uma movimentada avenida da cidade. Segundo as primeiras investigações, vítima e agressores estavam em um posto de combustível no momento do desentendimento.

Nas imagens das câmeras da Guarda Municipal, a vítima atravessa a rua tentando se livrar do grupo. Ele é atingido por socos, chutes e golpes de capacete até cair desacordado. As câmeras ainda registram os agressores deixando o local tranquilamente. Equipes do Siate e Samu foram acionadas e tentaram reanimar o empresário que não resistiu e morreu no local. Rodrigo era dono de uma marca de roupas para skatistas.

Investigações

Segundo a delegada que cuida do caso, Tania Sviercoski, os dois suspeitos chegaram a 13ª Subdivisão Policial separados e acompanhados por seus advogados. “Comprovamos a participação nas agressões de um dos jovens que se apresentaram hoje [terça, 25]. Quanto ao outro, estamos analisando.”

A polícia já identificou três das seis pessoas que aparecem nas imagens no momento da agressão. As investigações estão em fase preliminar. “Estamos trabalhando fortemente para identificar as outras pessoas que aparecem no vídeo. Além disso, estamos ouvindo testemunhas para levantar o que aconteceu antes da briga”, conta a delegada.

Conforme a Secretaria Municipal de Segurança Pública, a Guarda Municipal não pode atender ocorrências desse gênero e, por isso, a polícia foi acionada.

Através das redes sociais, a família de Rodrigo pediu justiça. “Peço a todos que nos ajudem para que a justiça seja feita”, escreveu um de seus irmãos.

      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 69,30 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade