PUBLICIDADE

Animal

Cachorros também têm “gripe”; veja as raças que mais se contaminam

Tosse dos canis é uma doença comum de inverno, mas que pode ser prevenida com cuidados em casa e vacinação adequada

(Foto: Bigstock)(Foto: Bigstock)

Inverno é época de gripe para os humanos e também para os cachorros. A chamada tosse dos canis, conhecida mais popularmente como uma “gripe” dos cachorros, aguarda até o tempo ficar mais frio e seco para se disseminar entre os cães, mas pode ser prevenida com cuidados simples em casa e com uma vacinação adequada.

Cachorros também têm “gripe”

A contaminação geralmente se dá através de um vírus, que gera tosses secas e altas, indisposição, falta de fome e dificuldades respiratórias. Em boa parte dos casos, a doença se manifesta em três a quatro dias e se resolve sozinha. Há situações, porém, em que ocorre uma segunda contaminação, desta vez por bactérias que intensificam os sintomas da doença.

“O animal pode apresentar febre, secreção purulenta, vômito, falta de ar, além dos sintomas anteriores. Para prevenir, é melhor evitar que o animal entre em contato com outros nessa época de inverno e é importante que tome a vacina”, explica Thais Andrade Costa Casagrande, professora coordenadora do curso de medicina veterinária da Universidade Positivo (UP).

A vacina, conhecida como a vacina da ‘gripe’ para os cães, não faz parte do calendário de vacinação regular, mas deve ser aplicada todos os anos, antes do início do inverno. “Também é importante fazer a limpeza dos brinquedos, pote de comida e água dos cachorros com hipoclorito de sódio. Lava-se tudo bem, em seguida, antes de entregar os potes e brinquedos aos animais”, reforça a médica veterinária.

Se tiver mais de um cachorro em casa e algum deles estiver com a suspeita da tosse dos canis, o ideal é que separe ele dos irmãos por três a quatro dias, tempo de evolução da doença. Como tratamento, se a doença evoluir para um quadro de febre e vômito, é recomendado o uso de antibióticos, antitussígenos e até corticoides, para aliviar a inflamação das vias respiratórias.

Raças com mais predisposição à tosse dos canis

As raças que apresentam problemas respiratórios com mais frequência têm uma chance maior em desenvolver a tosse dos canis, como os Pugs, Buldogues Francês, Boston Terrier, Pequinês, Shih Tzu, Boxer, entre outros.

“Raças de nariz achatado, os branquicéfalos, têm mais predisposição, mas de uma forma geral todos podem pegar, mesmo os sem raça definida. Os gatos, por outro lado, não têm esse tipo de tosse. Podem até entrar em contato com o vírus, mas não desenvolvem a infecção. A doença também não é transmitida para humanos”, explica Thais.

Leia mais

Como separa os cachorros durante uma briga

Por que em algumas raças se “levantam” a orelha dos cachorros?

Como preparar a casa para o animal de estimação idoso?

PUBLICIDADE
array(6) { [0]=> string(5) "http:" [1]=> string(0) "" [2]=> string(23) "www.gazetadopovo.com.br" [3]=> string(9) "viver-bem" [4]=> string(6) "animal" [5]=> string(47) "cachorros-tambem-tem-gripe-e-precisam-de-vacina" }