PUBLICIDADE

Animal

Chácara da ativista Cecília Vargas, que morreu ano passado, vira creche para pets

Pet na Chácara inaugura neste sábado (6), no Bairro Boa Vista, em Curitiba. Ideia é que a chácara funcione como um “parcão” e receba os cachorros para passar o dia e brincar. Também dá para fazer piquenique no local

Iniciativa de criar o espaço foi das amigas da médica veterinária Cecília Vargas, Christina Purri e Gilda Carvalho. Foto: Fernando Ziviani/divulgaçãoIniciativa de criar o espaço foi das amigas da médica veterinária Cecília Vargas, Christina Purri e Gilda Carvalho. Foto: Fernando Ziviani/divulgação

A chácara que era de propriedade da médica veterinária Cecília Vargas, localizada no bairro Boa Vista, em Curitiba, vai continuar recebendo animais de estimação. Com a morte da defensora dos animais no fim do ano passado, as amigas da veterinária, Christina Purri e Gilda Carvalho, decidiram transformar o local em um espaço de recreação para cachorros aos fins de semana e creche ou daycare de segunda à sexta-feira. A inauguração do Pet na Chácara acontece neste sábado (6) e domingo (7).

“Aqui em Curitiba, apesar da quantidade de parques, não tem um lugar cercado para poder soltar os cachorros para que corram à vontade. Eu e a Gilda fazemos parte de um grupo de tutores de galgos, que precisam sair, dar aquele corridão que chamamos de ‘esticar as canelas’. A chácara servirá para isso, para que os cachorros corram e brinquem sem perigo”, comenta Christina Purri, uma das proprietárias do novo espaço.

O local foi reformado para receber cães de todos os tamanhos e raças. Foto: Fernando Ziviani/divulgação.

O local foi reformado para receber cães de todos os tamanhos e raças. Foto: Fernando Ziviani/divulgação.

Com um espaço total de cerca de 4 mil metros, a chácara passou por um paisagismo e foi toda reformada, ganhou cercas por todos os lados, é arborizada e possui espaços gramados separados. “A ideia é que seja para o mesmo público que frequenta o Parcão, no Museu Oscar Niemeyer (MON), mas com a proteção das cercas, inclusive no estacionamento. As pessoas podem sentar ali com os cães, levar as famílias. Construímos banheiros e tem uma sala de atendimento”, reforça Christina.

O custo para usar o espaço ainda está sendo analisado, de acordo com a proprietária, mas neste primeiro mês de inauguração, o valor promocional é de R$ 100, que dá direito a quatro ingressos. Cada ingresso vale para dois cachorros. Com R$ 100 você leva até oito cachorros aos fins de semana. No pacote promocional de R$ 200, dá direito a 10 ingressos, ou 20 cachorros.

“Não há restrição de raças que podem entrar, mas contamos com o bom senso das pessoas para não levarem cães que não são sociáveis. É igual a um parque e queremos que o ambiente seja seguro para todos. Se tiver qualquer problema, temos um espaço separado, onde é possível isolar o cachorro”, explica a proprietária.

Durante a semana, para a creche ou daycare, o pacote promocional de R$ 200 dá direito a 10 ingressos, mas individual. Dez ingressos, portanto, dão direito a 10 dias no daycare. “Criamos a modalidade de ingressos para flexibilizar. Se a pessoa quiser levar duas vezes na semana ou se for uma semana mais corrida, pode levar os dias que precisar porque o pacote dá direito a 10 dias”, afirma.

Piquenique na chácara pode também

Embora não tenha uma área para alimentação, nada impede que a família queira levar lanches para as crianças e cachorros. Mas é preciso lembrar, conforme reforça Christina Purri, que é um espaço voltado principalmente aos cães: “Tem que ter a consciência que está em um lugar de cachorro e eles escutam barulho de comida à distância”, alerta.

Os próximos passos da chácara será incluir um banho e tosa e, futuramente, fazer parcerias com food trucks para atuarem em uma área isolada. “Queremos ver os cachorros brincando na terra, fazendo buraco, rolando na grama e, para que volte cheiroso para casa, é preciso ter o banho e tosa”, diz Christina.

Serviço

Pet na Chácara

Inauguração: dia 6 e 7 de maio

Endereço: Rua Júlio Pedroso de Morais, 11. Boa Vista

Mais informações, aqui.

Leia mais

Mini pig, porquinho de estimação, está à venda em Curitiba

Cachorros também têm “gripe”. Veja as raças mais contaminadas

Por que “levantar” as orelhas dos cachorros?

PUBLICIDADE