PUBLICIDADE

Animal

Fotógrafo captura fotos e vídeo raros de lobo-guará no Cânion Guartelá;confira

Mauricio Pereira fez um raro registro de lobo-guará na propriedade de sua família, que faz divisa com o Parque Estadual do Guartelá, em Tibagi (PR)

Foto: Mauricio Pereira/Acervo pessoalFoto: Mauricio Pereira/Acervo pessoal

Um raro registro de lobo-guará foi feito pelo cineasta Mauricio Pereira no Cânion Guartelá, em Tibagi (PR), na madrugada da última quarta-feira (2). O paranaense, que hoje mora em Balneário Piçarras (SC), está visitando uma propriedade de sua família na divisa com o Parque Estadual do Guartelá, e vinha ouvindo uivos do animal há vários dias.

Às 5h da manhã de quarta, após uma noite à espreita, o bicho apareceu para a câmera.

Lobo-guará

Foto: Mauricio Pereira/Acervo pessoal Fotos: Mauricio Pereira/Acervo pessoal

“Por diversas vezes eu o avistei, mas nunca tinha conseguido filmá-lo”, contou Pereira, que fez o registro junto com a esposa, Daniely, que é fotógrafa.

“O lobo-guará é muito difícil de ser visto. É um bicho muito arisco, que era caçado, porque matava animais de moradores da região”,  conta o cineasta, em entrevista por telefone ao Viver Bem.

“Desta vez conseguimos fazer as imagens. Não com a qualidade que gostaríamos, mas pelo menos conseguimos registrar um animal ameaçado de extinção”, conta.

Veja o vídeo:

 

Raízes em Guartelá

A ideia de fazer e divulgar o registro de um dos animais que podem ser encontrados no cânion faz parte de um projeto maior de Pereira. Ele nasceu e cresceu na região, e se esforça para divulgar o Guartelá.

Pereira acabou de lançar um documentário, “Guarda te lá, que aqui bem fico”, que trata de aspectos geológicos e culturais do lugar, que é o maior cânion do Brasil.

Ele entrevistou estudiosos do cânion e antigos moradores guartelhanos. “É um documentário sobre um modo de viver raro, que hoje não é mais sustentável”, conta.

“O documentário busca explicar como o Guartelá se formou geologicamente, de forma intercalada com o conhecimento popular e cultural das pessoas que nasceram e ainda vivem no lugar”, diz.

No documentário, a bióloga Patrícia Michele da Luz ressalta a importância do lobo-guará para a região: o animal tem dieta onívora, o que inclui plantas nativas do local. Ao comê-las, ele acaba servindo como um dispersor de sementes. “O lobo-guará é muito importante na nossa região dos Campos Gerais também para a conservação do ambiente”, diz.

“Guarda te lá, que aqui bem fico” será exibido em Tibagi, em setembro, e será disponibilizado para atividades escolares no município. Confira o trailer:

O Parque Estadual do Guartelá fica a cerca de 200 quilômetros de Curitiba.

 

LEIA TAMBÉM

Da estrada para natureza: 6 lugares incríveis para pedalar no PR e em SC

Buraco do Padre reabre com acessibilidade para cadeirantes

Um dos únicos borboletários do Paraná fica pertinho de Curitiba; conheça

PUBLICIDADE