PUBLICIDADE

Animal

Pitbull está em listas de raças proibidas em várias cidades do exterior

Pitbulls, mostram pesquisas, são responsáveis por cerca de sete em cada dez ataques de cachorros. O rottweiler está em segundo na lista de raças mais violentas

Raça foi completamente banida em algumas cidades. Foto: Visual HuntRaça foi completamente banida em algumas cidades. Foto: Visual Hunt

Nos Estados Unidos, existem normas locais com variadas restrições à circulação de cães considerados perigosos, principalmente em locais públicos. Em Denver, no Colorado, e em Miami, na Flórida, por exemplo, os pitbulls, dentre outras raças, foram completamente banidos. Quem desrespeitar a lei está sujeito a multas.

Pitbulls, mostram pesquisas, são responsáveis por cerca de sete em cada dez ataques de cachorros. O rottweiler está em segundo na lista de raças mais violentas. Em 2015, segundo a Sociedade Americana de Cirurgia Plástica, mais de 28 mil pessoas passaram por procedimentos reparatórios nos Estados Unidos por causa de mordidas caninas.

Em Portugal, uma lei de 2003 prevê que animais perigosos ou potencialmente perigosos devem sair nas ruas com focinheira e coleira de corda curta. Também foram criados cadastros locais de animais que representem algum risco às pessoas.

Já a Dinamarca tem uma das regras mais restritivas do mundo sobre o assunto, que vem sendo ajustada desde a década de 1990. Pelo menos 13 raças são vedadas no país – e também qualquer cão resultado de mestiçagem entre elas. Na lista, estão o pitbull, o buldogue americano e o fila brasileiro.

Nos casos em que há dúvida sobre a raça, as autoridades pedem ao dono que prove a origem. Se um de raça vedada atacar uma pessoa ou outro animal, policiais devem sacrificá-lo. A norma teve forte resistência de grupos defensores desses cães.

Encontro em Curitiba

No último fim de semana, aconteceu em Curitiba, o  3º Encontro Nacional de Pit Bull, que reuniu diversos cães da raça com o objetivo de reduzir o preconceito contra a raça e mostrar que esse tipo de cachorro é dócil e amigável. O evento aconteceu simultaneamente em mais de 30 cidades brasileiras.

Foto:  Evento em Curitiba reuniu cães da raça para mostrar o quanto eles podem ser dóceis e companheiros. Foto: divulgação

Foto: Evento em Curitiba reuniu cães da raça para mostrar o quanto eles podem ser dóceis e companheiros. Foto: divulgação

Ataque em São Paulo

Tomás, de 11 anos, estava com a mãe, a irmã e uma amiga no Parque Buenos Aires, em Higienópolis, na região central de São Paulo, na última quinta-feira, 20. De repente, foi atacado no peito por um pitbull, que estava sem focinheira. Apesar do susto, a criança está bem. Embora uma lei estadual exija o uso da focinheira para algumas raças, incluindo o pitbull, esses cães circulam livremente pelos parques.

A legislação determina que algumas raças consideradas mais ferozes, como pitbull e rottweiler devem andar, obrigatoriamente, com coleira, guia curta de condução, enforcador e focinheiras em locais públicos.

LEIA TAMBÉM

 

PUBLICIDADE