PUBLICIDADE

Animal

Para cumprir promessa, presidente da Coreia do Sul adota cachorro abandonado

Tory, o cachorro sem raça definida adotado pelo presidente Moon Jae-in, estava há dois anos esperando por um tutor

Tory, o cachorro escolhido pelo presidente sul-coreano, estava há dois anos aguardando um tutor (Foto: divulgação entidade de doação de animais)Tory, o cachorro escolhido pelo presidente sul-coreano, estava há dois anos aguardando um tutor (Foto: divulgação entidade de doação de animais)

Na última quarta-feira, 27, o presidente da Coreia do Sul Moon Jae-in adotou, oficialmente, seu novo animal de estimação: o cachorrinho Tory, que estava em um canil esperando um novo dono.

Tory, um vira-lata de quatro anos, foi apresentado à Blue House (residência oficial do presidente sul-coreano) ao lado dos outros dois animais de estimação de Moon, o cachorro Maroo e o gato Jjing-jjing.

(Foto: Divulgação da entidade de doação)

Cachorros pretos são considerados má sorte na cultura sul-coreana, o que deixou Tory esperando por um tutor durante dois anos (Foto: Divulgação da entidade de doação)

“Como sociedade, nós precisamos prestar mais atenção nos animais abandonados e cuidar deles”, disse o presidente durante a cerimônia de apresentação de Tory, que disse que há cerca de 300 mil animais abandonados no país. Adotar Tory era uma promessa de campanha de Moon.

Na Coreia do Sul, um agravante no que diz respeito aos animais abandonados é uma superstição de que cachorros pretos trazem azar. “Tory esperou dois anos para ser adotado, enquanto seus amigos de pelos mais claros encontraram novas casas facilmente”, contou Park Soyoun, presidente do abrigo Coexistence of Animal Rights on Earth (CARE) à Reuters. Tory foi resgatado pela ONG em 2015.

LEIA TAMBÉM

>>> Cartórios do Paraná vão emitir registro de nascimento a animais de estimação  

>>> Passa longe do quero-quero? Veja mitos e verdades sobre a ave “símbolo” de Curitiba

>>> Alimentação natural: nova tendência na dieta canina

PUBLICIDADE