PUBLICIDADE

Comportamento

NASA e Mattel lançam boneca astronauta para meninas apaixonadas por ciência

Com assessórios como um macacão espacial e uma estação de trabalho, a boneca quer estimular o interesse de meninas por ciência e tecnologia

Batizada de Luciana Vega, a boneca tem assessórios de uma verdadeira astronauta e características latinas. Foto: ReproduçãoBatizada de Luciana Vega, a boneca tem assessórios de uma verdadeira astronauta e características latinas. Foto: Reprodução

Luciana Vega, futura astronauta que quer ser a primeira pessoa a pisar em Marte. Essa é a nova versão da linha de bonecas American Girl, da Mattel. Essa linha de bonecas existe há mais de 30 anos – e a cada ano, é lançada uma nova “boneca do ano”. E a de 2018 é justamente uma boneca desenvolvida em parceria com a agência espacial americana, a NASA. A boneca é vendida nos Estados Unidos e custa a partir de US$ 115 (cerca de R$ 370).

A futura astronauta Luciana Vega segue essa mesma tendência de diversidade. Com olhos e cabelos castanhos, a boneca tem ascendência chilena. Além das características físicas, Luciana também tem ótimos atributos intelectuais. Ela tem 11 anos, ama ciência e tecnologia e sonha ser astronauta. Por isso, ganhou uma bolsa de estudos no Space Camp. A boneca tem assessórios como uma estação de trabalho, macacões espaciais e telescópio.

A boneca tem macacões espaciais. Foto: Reprodução

A boneca tem macacões espaciais. Foto: Reprodução

A parceria com a NASA garantiu que toda a história criada para a boneca seja perfeitamente plausível na vida real. A American Girl está lançando ainda, em parceria com a agência, conteúdos educacionais sobre ciência e tecnologia, além de patrocinar 20 bolsas de estudo para que meninas possam ir ao Space Camp.

O "habitat marciano" de Luciana Vega também está à venda. Foto: Reprodução

O “habitat marciano” de Luciana Vega também está à venda. Foto: Reprodução

Em um comunicado, a astronauta da NASA Megan McArthur disse que “é muito importante encontrar novas maneiras emocionantes de inspirar nossa próxima geração de exploradores espaciais. Eu sempre quero encorajar meninas e meninos a perseguir seus sonhos, não importa quão grandes eles sejam, e acho que isso ajuda a mostrar como esses sonhos podem se tornar realidade para qualquer criança”. Megan foi consultora da American Girl durante o desenvolvimento de Luciana.

Megan McArthur, astronauta da NASA. Foto: Reprodução

Megan McArthur, astronauta da NASA. Foto: Reprodução

No site da American Girl, a Mattel diz que “por mais de 30 anos, a American Girl tem acreditado em uma verdade simples: toda menina tem o poder de mudar o mundo. Parte desse poder vem do entendimento de que o caráter conta e de que valores duradouros – como autenticidade, justiça, respeito e perseverança – geram uma base sólida para encarar novos desafios e resolver problemas em um mundo que está constantemente mudando”.

Alvo frequente de reclamações por causa do padrão de beleza e de comportamento imposto pelas bonecas Barbie desde os anos 1950, a companhia parece ter começado 2018 dando um passo à frente no tom de valorização da diversidade que vem adotando nos últimos anos. Em vez de bonecas unicamente loiras e com olhos azuis, a Mattel passou a fabricar exemplares de suas linhas de bonecas com vários tons de pele, com cabelos em diferentes cortes e estilos e até mesmo com corpos mais próximos aos reais. Os assessórios também não deixam a desejar. Há cadeiras de roda, muletas e kits de diabetes para os brinquedos, por exemplo.

***

LEIA TAMBÉM:

PUBLICIDADE