PUBLICIDADE

Conteúdo Patrocinado

8 perguntas sobre o colágeno, a proteína da beleza

O colágeno também garante saúde para pele, ossos e articulações, exercendo importante função estrutural no organismo

Pés de galinha, flacidez, unhas e cabelos fracos. Mais do que vestígios da idade, estes sinais são um alerta para a falta de colágeno no corpo, cuja produção decai a partir dos 30 anos.

Depois dos 50 anos, a situação se agrava — passamos a produzir apenas 35% do colágeno necessário para o organismo. E para além das rugas, a falta de colágeno pode causar doenças sérias como osteoartrite, osteoporose e doenças cutâneas. “É uma perda bastante significativa, por isso a suplementação passa a ser importante”, comenta a nutricionista Maria Paula Carlini Cambi, doutora em Medicina Interna, que junto ao Viver Bem, tirou dúvidas referentes ao colágeno e sua suplementação.

O que é o colágeno?

O colágeno é uma das principais proteínas funcionais do corpo. Ela dá firmeza às estruturas corporais que não apresentam ossos, como a pele e as cartilagens, auxilia no processo de cicatrização e regeneração das células e também na hidratação.

Existe diferença entre homens e mulheres no que diz respeito à produção de colágeno?

Sim. A pele do homem é cerca de 25% mais grossa do que a da mulher— naturalmente, a densidade de colágeno neles é maior. Além disso, homens perdem colágeno de maneira constante e lenta, enquanto mulheres, em especial depois da menopausa, têm uma queda mais acentuada. Mas a reposição de colágeno é importante para ambos, independente da forma como o organismo assimila essa proteína.

Qual a melhor forma de repor o colágeno?

Existem diversas maneiras, mas o mais recomendado é o colágeno hidrolisado, ou seja, aquele cuja molécula de proteína sofreu uma quebra pela água, apresentando alto valor proteico e tornando-se solúvel. “Na forma hidrolisada o colágeno passa a ser melhor absorvido, então por isso ele é melhor aproveitado pelo organismo”, explica a nutricionista.

Vale comer gelatina?

Na verdade, a gelatina tem pouquíssima proteína… E muitos corantes artificiais e açúcares.

Só o colágeno adianta?

A suplementação precisa estar aliada a nutrientes que auxiliam a síntese desta proteína no corpo. No caso do colágeno, as vitaminas C e E têm papel fundamental nesse processo, então a combinação é altamente recomendada. A Ouro Fino Plus Up, por exemplo, é uma bebida produzida com água mineral natural, enriquecida com colágeno hidrolisado de alta pureza e também com vitaminas B3, B6, B12, C e E. Com duas garrafas por dia é possível fazer a suplementação recomendada e auxiliar o processo de síntese, de uma maneira fácil e prática — sem ingerir corantes ou açúcar.

Existe um horário ideal para fazer a reposição?

De acordo com a nutricionista, o horário não interfere na síntese do colágeno.

Existe alguma contra-indicação?

Nenhuma. “Pelo contrário, só há benefícios no consumo”, comenta Maria Paula.

E as crianças?

Elas não precisam repor colágeno, a menos que haja recomendação médica. Algumas crianças apresentam deficiências na produção dessa proteína, então nestes casos a reposição é indicada. “Alguns endocrinologistas indicam para crianças com dificuldade no crescimento, porque pode ser um sinal da falta de colágeno. Mas aí é preciso fazer um diagnóstico médico”, alerta Maria Paula.

 

 

  • Patrocinado por: Ouro Fino
  • Produzido por: Gazeta do Povo Branded Content
PUBLICIDADE