PUBLICIDADE

Moda e beleza

Eles vão além do hidratante

Indiferentes ao rótulo de metrossexuais, homens assumem que querem se cuidar, mas de forma prática e não pegajosa. E a indústria de cosméticos se empenha em lançar produtos voltados para eles

Há quem diga que a culpa é do concorrido mercado de trabalho. Outros apostam que a causa de tanta vaidade é a crescente exigência feminina. O fato é que, mais do que nunca, membros do clube do bolinha têm procurado lojas de cosméticos em busca de algum elixir da aparência jovem.


Serviço
Dermatologista Mariana Panzardi, e-mail: mariana@esteticascorpios.com.br


Confira o que a indústria de cosméticos tem feito para tentar “fisgar” os homens

Aos 24 anos, o modelo e surfista Kayo Grakhoe sabe muito bem como cuidar do corpo, da mente e das linhas de expressão que ainda nem sonham em aparecer. Precavido, o moço procura sair de casa sempre com filtro solar, mas não para por aí. “Eu uso um hidratante para o rosto e outro para o corpo. A profissão de modelo pede que tenhamos a pele sempre boa e saudável.”

O creme hidratante já faz parte do dia a dia de Kayo (foto maior).
Ao lado, Amilton disputa o espelho com a mulher Maria Tereza na hora de aplicar o antissinais

Mas a busca por uma boa aparência não é exclusividade de quem está na frente das câmeras, segundo André Abreu, gerente de produto para o público masculino da Natura. “Hoje, em qualquer área, a concorrência no mercado de trabalho faz com que os homens sejam chamados a cuidar da aparência. Se preocupar com a qualidade de vida e parecer saudável e bem cuidado se tornou um valor dentro das empresas, ao ponto de que a boa aparência é um fator que contribui para o desenvolvimento profissional”, diz. Abreu explica que, diferentemente da maioria das mulheres, o homem quer ter a idade que tem, mas quer ser visto como bem cuidado e conservado para a sua idade.

A hora certa

De acordo com a dermatologista Mariana Panzardi, a pele deve receber os primeiros cuidados contra o envelhecimento por volta dos 25 anos, mas é com 35 que os homens costumam começar a se preocupar. As rugas e cicatrizes de acne são as principais queixas. “Eles podem usar o mesmo produto que as mulheres, pois a constituição anatômica da pele é a mesma. A diferença está na oleosidade, que neles é maior, e no barbear, que é como uma esfoliação”, afirma.

Parte da rotina

Depois de um dia cansativo, é chegada a hora de um bom banho, uma boa refeição e uma caprichada porção de anti-idade no rosto. Pelo menos para o projetista Amilton M. C. Gonzáles Borges, 45 anos, que há dez descobriu os efeitos de um creme poderoso. “Dá um ‘up’ nos olhos”, revela.

O tal anti-idade que ele usa vem do pote igual ao da sua esposa e ele diz não se importar com a cor da embalagem ou para seu design delicado. “Não é rosa, é mais um salmão”, brinca. Mas Amilton aponta um defeitinho no seu produto companheiro: “Eu não gosto de ficar besuntado quando passo, por isso uso só antes de ir dormir.”

De olho nas necessidades de Amilton e do crescente número de homens que têm aceitado um item a mais ao lado do espelho, grandes marcas começam a investir em produtos feitos especialmente para os “homens com H.”

De acordo com Vanessa Santos Schroeder, gerente da categoria de Cuidados Pessoais do Boticário, uma das maiores preocupações dos homens em relação aos cremes de tratamento tem a ver com o aspecto da pele. “A pele deles costuma ser mais oleosa, então uma das reclamações maiores é com a questão do brilho”, afirma. A dermatologista Mariana Panzardi confirma. “Como eles não querem ter a sensação de pele engordurada, acabam optando por produtos menos oleosos ou de uso noturno, que pode ser lavado pela manhã.”

Segundo Mariana, para minimizar as chances de sofrer com efeitos colaterais, manchas ou alergias, o ideal é buscar a indicação de um dermatologista, e escolher o produto de acordo com o seu tipo de pele. “Existem os produtos industrializados e os que podem ser manipulados. Enquanto o industrializado tem a vantagem de ter estabilidade e validade maiores, os manipulados, por serem personalizados, podem atender melhor uma pele que tem alguma particularidade”, explica.

PUBLICIDADE