PUBLICIDADE

Moda e beleza

Escola pública de Tóquio pretende adotar uniformes da grife Armani

Os novos uniformes custarão quase R$ 3 mil e, segundo o diretor da escola, serão adequados para o perfil da região

Foto ilustrativa: Chen Feng / Unsplash

Uma escola pública de Tóquio, no Japão, planeja transformar os uniformes dos alunos em referência de moda. O plano é que todas as crianças passem a usar roupas da grife italiana Giorgio Armani em abril – início do ano letivo japonês. As informações são da agência de notícias Reuters.

Cada uniforme custará mais de 80 mil ienes (US$ 729, aproximadamente R$ 2.391). O valor, considerado exacerbado para roupas infantis, assustou os pais dos estudantes. Em novembro de 2017, o diretor da Taimei, Toshintsugu Wada, enviou uma carta aos responsáveis explicando a decisão.

Segundo ele, a escola é uma referência no bairro de Ginza e, por conta disso, os uniformes da Maison italiana representariam “adequadamente a atmosfera” do local. A região é conhecida por reunir lojas das principais grifes do mundo. Coincidentemente, o escritório da Armani no Japão fica a 200 metros da escola.

Até o momento, a grife não se posicionou sobre o assunto. Por outro lado, os pais dos alunos estão surpresos com a mudança repentina. “Me preocupo que os alunos desenvolvam uma noção errada de que algo caro é bom e algo barato é ruim”, disse uma mãe à agência de notícias.

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE