PUBLICIDADE

Saúde

Happy hour saudável

Para quem não abre mão de ir ao barzinho e não quer sair do regime, algumas trocas permitem diversão sem peso a mais na balança

Fim de expediente. Hora de reunir os colegas e ir para um barzinho ou restaurante para descontrair um pouco. Um momento de diversão que na maioria das vezes vem acompanhado de calorias extras. Os petiscos e lanches de botecos são tentações difíceis de resistir na hora em que queremos relaxar. Mas para quem se esforça a semana inteira na dieta e na academia, vale a pena segurar a gula e fazer escolhas mais saudáveis na hora de comer em bares e restaurantes.

O primeiro cuidado a ser to­­mado durante o happy hour é não pular refeições e chegar faminto ao bar. “É preciso cuidado para que os petiscos não virem o jantar”, orienta a nutricionista Adriana Chastalo. Comer em excesso pode colocar em cheque todo o esforço da semana. Se a pessoa come uma salada de frutas ou faz uma refeição leve antes de ir ao bar, ficará com menos vontade de se acabar nas guloseimas.

A principal vilã dos quitutes de bares é a gordura. A maioria dos pratos é frita, o que acrescenta ainda mais calorias aos alimentos. Batata frita, aipim, bacon, calabresa e frango à passarinho são os pratos proibidos para quem não quer brigar com a balança. Segundo a nutricionista Marilize Tamanini, é preciso fazer as escolhas certas. “Hoje os bares já trazem mais opções no cardápio. Sanduí­­ches, caldinhos e até saladas entraram no happy hour”, conta.

Equilíbrio

Manter o equilíbrio entre os tipos de alimentos também é uma boa dica na hora dos petiscos. Lanches com legumes e verduras aumentam a quantidade de fibras da refeição, que fica mais saudável. Porém, a atenção deve ser redobrada com relação às bebidas. Uma lata de cerveja tem em mé­­dia a mesma quantidade de calorias que um pão francês. “Se você não vai abrir mão da cervejinha, pode diminuir os carboidratos ingeridos”, indica Adriana.



Opção saudável: chapa quente de salmão e camarão com legumes e frutas grelhadas do Santa Marta Bar, em Curitiba
Já a famosa caipirinha, feita com cachaça e bastante açúcar, tem cerca de 260 calorias. Se a pessoa pedir a bebida com sa­­quê e adoçante, esse número pode baixar em até 100 calorias. “O ideal é não exagerar na bebida e também fazer intervalos com sucos naturais ou água”, sugere Marilize. Ela ainda dá outra ideia para quem quer man­­ter o corpo em forma. “É possível aproveitar as atrações do bar para dançar, queimar algumas calorias e diminuir a culpa.”

Agora, quem exagerou no happy hour, não tem motivos para largar mão da dieta na segunda-feira, muito pelo contrário, é preciso investir num cardápio desintoxicante para voltar ao pique da semana. Boas pedidas são os sucos com verduras como a couve combinada com abacaxi e hortelã.

Interatividade

Happy Hour combina com pratos mais saudáveis?

Escreva para viverbem@gazetadopovo.com.br

PUBLICIDADE