PUBLICIDADE

Saúde

Limpeza saudável

Alguns alimentos naturais ajudam a desintoxicar o organismo de quem exagerou na comida



Maçã: fibras, vitaminas, sais minerais e água


Pão integral: rico em magnésio, que fica na película do grão, é importante na desintoxicação


Brócolis: fibras, vitaminas, sais minerais e água


Linhaça: esse antioxidante previne doenças cardiovas­culares, é benéfico para os rins e diminui a retenção de líquidos. Pode ser batida com suco


Quinua: é considerado o melhor alimento de origem vegetal para consumo humano, por ser fonte de proteínas de alta qualidade, conter vitaminas e minerais, ter alto valor energético, pouca gordura e grande quantidade de fibras


Água: essencial na digestão, absorção e transporte de nutrientes. Filtra e dilui as toxinas, facilitando o processo de excreção


Couve: fibras e vitaminas A e C

O almoço é sempre fora de casa e a janta, algum congelado industrializado. No fim de semana, pizza, refrigerantes e muitos doces têm passagem livre. Uma hora o corpo pede por uma desintoxicação. Para isso, nada de shakes ou receitas milagrosas. A melhor forma de eliminar as toxinas absorvidas pelo corpo é a “limpeza” com alimentos naturais.

A nutricionista funcional Danusa Yanes concorda que após grandes comilanças, vale investir em alimentos que ajudem nesse método. “Quando nos submetemos a uma sobrecarga alimentar podemos, sim, fazer um processo de desintoxicação mais intenso nos dias seguintes.” A psicóloga Karina Darold, 32 anos, conta que usa alguns alimentos de forma preventiva, mas dá mais importância a eles principalmente quando exagera na comida.

No entanto, ingerir alimentos com propriedades desintoxicantes deve ser uma prática diária e contínua. “Em cada refeição, deve-se ingerir mais hortaliças, frutas e legumes e ficar longe dos alimentos processados”, ressalta Danusa.

A nutricionista funcional Flávia Sguario lembra que “funcionamos por processos e não por mágica” e que manter a hidratação é fundamental, já que a substância tóxica precisa ser eliminada pelos rins. “Uma dica interessante é bater a água de coco natural com frutas e hortaliças. O resultado é uma boa desintoxicação”, afirma Flávia.

Procedência

Atualmente, o acúmulo de substâncias tóxicas no corpo é proveniente de diversas vertentes: de alimentação desregrada à exposição a substâncias estranhas, como produtos de limpeza, pesticidas, fixadores de perfume e cremes. Danusa explica que essas toxinas geralmente se acumulam nas células de gordura e no fígado. O tipo de gordura que ingerimos é determinante no nosso processo de desintoxicação, devemos dar preferência ao azeite de oliva, óleo de canola ou arroz e óleo de coco extravirgem. Sempre com moderação e bom senso.

Os sintomas

Confira os sinais que o seu corpo dá quando está precisando passar por uma desintoxicação:

– Sensação de inchaço e retenção de líquidos

– Dores de cabeça

– Mau hálito e gosto metálico na boca

– Falta de apetite de manhã e fome excessiva de noite

– Náuseas pela manhã, olheiras, fadiga, falta de energia e cansaço

– Formação excessiva de gases abdominais

Lista negra

Alguns produtos devem entrar na lista dos proibidos, só saindo de lá de vez em quando e com moderação. São eles:

– Produtos industrializados (ricos em sódio e conservantes)

– Frituras e lanches de rua

– Itens que contêm gordura saturada (carne vermelha, leite integral, queijos)

– Produtos com gordura trans (biscoitos recheados, macarrão instantâneo, sorvete de massa)

– Farinha branca

Suco verde

Entre os alimentos que favorecem a desintoxicação, a couve orgânica é sugerida pelas nutricionistas como uma boa opção na elaboração de um suco funcional. A nutricionista funcional Flávia Sguario dá a receita abaixo:

– Suco de 1 laranja

– 1 folha de couve

– 100 ml de suco de uva

– 1 colher de sopa de linhaça

Bater os ingredientes no liquidificador e consumir imediatamente.

Serviço:

Danusa Yanes – Centro Médico Sugisawa. Fone: (41) 3259-6776 e email: danusayanes@gmail.com.br.

Flávia Sguario – Fone: (41) 9976-0485.

PUBLICIDADE