PUBLICIDADE

Turismo

Agentes de viagem resolvem problemas que os apps não conseguem; veja os benefícios

Algumas pessoas preferem confiar todo o planejamento da viagem nas mãos de uma agência e outras gostam do desafio de pesquisar cada detalhe

Viajar sem preocupações?
Confira os benefícios da viagem com agências de turismo (Foto: Bigstock)Viajar sem preocupações? Confira os benefícios da viagem com agências de turismo (Foto: Bigstock)

Se antes da internet os profissionais de turismo detinham o conhecimento de tudo relacionado ao mundo das viagens, hoje é possível agendar voos e reservar hotéis do outro lado do mundo em apenas alguns cliques. Para se manter no mercado de trabalho e oferecer um serviço diferencial, os agentes de viagem precisaram ir além.

“Hoje a função do agente de viagem é muito semelhante à de um corretor de seguros, por exemplo. É ele quem vai ter o trabalho de buscar as melhores ofertas possíveis e vai ter mais conhecimento de como negociar”, explica o diretor de vendas da CI – Viagens e Intercâmbio, Filipe Fortunato.

Isso garante que muitos dos problemas que podem surgir no planejamento (ou mesmo durante a viagem) serão resolvidos pelo agente – deixando o cliente livre para aproveitar o passeio. “Mesmo que aconteça um erro por parte da companhia aérea ou da hospedagem, o agente é responsável por resolver a situação”, garante Fortunato.

Foi depois de passar por um problema durante uma de suas viagens anuais ao exterior que a professora de inglês e francês, Rute de Souza Bello Schlichting, 70, decidiu contratar uma agência para organizar a última aventura: ela passou 28 dias no Leste Europeu.

Até o ano retrasado, ela fazia todo o planejamento via internet, do transporte à hospedagem. Em uma das reservas, porém, seu nome foi registrado com erro na grafia e isso lhe causou alguns incômodos. Em outra situação, Rute contratou o serviço de espaço extra no avião, mas ao chegar lá não encontrou o prometido. “Dessa vez, fui direto para uma agência porque não queria mais correr esse risco. E, até agora, estou achando o serviço excelente”, diz.

É mais caro contratar um agente de viagens?

Não necessariamente. Embora algumas empresas cobrem uma taxa sobre o valor total do pacote contratado, o especialista garante que as comissões vêm dos fornecedores, como o Booking. “Os agentes cadastrados nesses sites ganham uma remuneração, por isso podem oferecer o mesmo preço em conta que o cliente viu na internet”, diz Fortunato.

Quer fazer tudo sozinho: dicas de quem viaja sem ajuda

Dos 59 países que os professores universitários Michael Dias Correa, 37, e Tatiane Antonovz, 36, visitaram até hoje, nenhum foi conhecido através de uma agência. Para Michael, a graça da aventura começa bem antes da chegada ao aeroporto:

“Planejar cada detalhe desde o início é muito legal. É possível montar um roteiro completo através da internet, a única questão é que dá trabalho. Você tem que pesquisar a melhor época para ir, conferir exatamente onde vai ficar. A internet tem muitas informações e você só precisa saber compilar tudo”, afirma.

O casal Michael e Tatiana já passou por 59 países e nunca contratou uma agência de viagens. Foto: Arquivo pessoal

O casal Michael e Tatiana já passou por 59 países e nunca contratou uma agência de viagens. Foto: Arquivo pessoal

Com relação aos “perrengues de viagem”, o casal só teve um problema memorável, quando perdeu uma hospedagem. “Tivemos que dar um jeito na hora e dormir em outro lugar, mas no fim tudo deu certo”, conta Michael.

Por isso, a dica que ele dá para quem quer viajar por conta é começar com passeios nos fins de semana ou em feriados prolongados no próprio país. “Assim, se acontecer qualquer imprevisto a pessoa não sofre com questões como o idioma. Além disso, as viagens mais curtas são boas para treinar o planejamento e pegar confiança”, diz.

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE