i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
recursos

Governo espera injetar R$ 21 bilhões no setor agrícola com LCA

Segundo nova norma do CMN, saldo emitido com títulos a partir de amanhã irá para crédito rural

    • Agência O Globo
    • 01/06/2016 08:49
    Pela nova norma, 35% de todo o saldo proveniente de LCAs emitidas a partir de 1º de junho deste ano será destinado a operações de crédito rural. | BRUNNO COVELLO/Gazeta do Povo
    Pela nova norma, 35% de todo o saldo proveniente de LCAs emitidas a partir de 1º de junho deste ano será destinado a operações de crédito rural.| Foto: BRUNNO COVELLO/Gazeta do Povo

    O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou uma resolução que altera o direcionamento dos recursos captados com Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) para o crédito rural. Com isso, o Banco Central espera que sejam injetados no setor agrícola R$ 21 bilhões, metade do estimado da presidente afastada Dilma Rousseff, que esperava que as letras de crédito rendessem R$ 40 bilhões para o crédito rural.

    “Estamos tentando ser o mais realista possível tomando por base o que ocorreu nos períodos anteriores. A primeira estimativa, até onde me consta, não foi feita pelo Banco Central, essa estimativa foi feita com base em trabalho realizado pelo departamento do BC que trata dessas questões”, explica o chefe de gabinete do diretor de organização do sistema financeiro, José Reynaldo de Almeida Furlani.

    Pela nova norma, 35% de todo o saldo proveniente de LCAs emitidas a partir de 1º de junho deste ano será destinado a operações de crédito rural. Desse total, R$ 9 bilhões (40%) para operações com taxas controladas de até 12,75% e R$ 12 bilhões (60%) para operações com taxas livres.

    O CMN também decidiu introduzir o conceito de “garantia de renda mínima” no âmbito do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária da Agricultura Familiar (Proagro Mais). Dessa forma, fica incluído dentro do programa norma para assegurar ao agricultor familiar “meios para manter sua subsistência em caso de perdas de receitas em consequência de fenômenos naturais que atinjam negativamente a lavoura, limitado a R$ 20 mil”.

    A resolução também alterou o modo de cálculo de indenizações, que deverão ser proporcionais à efetiva aplicação das parcelas de crédito.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.