i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
risco climático

Seguradoras recebem R$ 100 milhões do seguro rural

Pagamento representa um quarto do previsto no orçamento deste ano

  • PorDa Redação
  • 27/12/2016 14:09
Valor se refere à subvenção paga pelo governo para o produtor enfrentar riscos climáticos nas culturas de grãos e frutas. | Josue Teixeira/Josue Teixeira
Valor se refere à subvenção paga pelo governo para o produtor enfrentar riscos climáticos nas culturas de grãos e frutas.| Foto: Josue Teixeira/Josue Teixeira

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) liberou nesta segunda-feira (26) mais R$ 100 milhões do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR).

O pagamento, realizado às seguradoras, faz parte dos R$ 400 milhões previstos no orçamento deste ano e “permite que o ministério se mantenha absolutamente em dia com tal compromisso”, disse o secretário de Política Agrícola, Neri Geller.

Segundo o secretário, um grande esforço tem sido feito junto ao Ministério da Fazenda para viabilizar a execução e o pagamento de todo o orçamento previsto no programa, que é um dos que envolvem maior volume de recursos do Mapa.

Com a subvenção, o ministério paga parte do seguro adquirido pelo produtor, com margem que varia de 35% a 45% do valor do prêmio (preço). Os repasses às seguradoras estão sendo realizados dentro do cronograma previsto em contrato, no prazo de 90 dias após o recebimento da apólice.

Em reunião realizada com representante das seguradoras, em Brasília, o secretário de Política Agrícola destacou o esforço do Mapa para executar o programa e cobrou melhorias nos produtos de seguro ofertados. “É preciso avançar nas condições e preços”, defendeu.

O seguro rural, voltado principalmente para enfrentar os riscos climáticos, cobre culturas como as de grãos, soja, milho e trigo, além de frutas, como a maçã e a uva.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.