i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Slideshow

Confira as lavouras do Mato Grosso nas lentes da Expedição Safra

Equipe de técnicos e jornalistas rodou mais de 4 mil quilômetros pelas principais regiões do maior produtor de grãos do país

  • PorGabriel Azevedo,
  • Rondonópolis (MT)
  • 27/01/2017 09:35
Equipe passou pelos principais polos de produção do maior produtor nacional de grãos. | Rodrigo Félix Leal/Gazeta do Povo
Equipe passou pelos principais polos de produção do maior produtor nacional de grãos.| Foto: Rodrigo Félix Leal/Gazeta do Povo

A Expedição Safra Gazeta do Povo esteve na última semana no Mato Grosso para acompanhar a colheita de soja da temporada 2016/17. Os trabalhos dos técnicos e jornalistas começaram na última sexta-feira (20) e continuam até a próxima quarta-feira (1º), quando o Mato Grosso do Sul será percorrido. Confira imagens da última semana nas lentes do repórter fotográfico Rodrigo Félix Leal.

  • Produtores do Mato Grosso inteiro correram contra o tempo para colher. Depois de uma semana inteira de chuva, o sol apareceu e as colheitadeiras voltaram para as lavouras.
  • Em Sorriso, capital nacional da soja, o produtor Claudir Valdameri, que neste ciclo plantou 1.250 hectares de soja, conseguiu colher metade da lavoura.
  • O município de Sorriso, a 420 quilômetros de Cuiabá, começou a colheita de soja num ritmo frenético. Até segunda-feira (23), 30% dos 600 mil hectares dedicados à oleaginosa foram colhidos, um volume bem acima da média histórica para o período, que não passa dos 20% no fim de janeiro.
  • Em Nova Mutum, no Médio-Norte do estado, o trabalho também é contínuo. Embora estejam sofrendo com as chuvas, os produtores da cidade já colheram 10% dos 400 mil hectares cultivados.
  • Ainda em Nova Mutum, o produtor e engenheiro agrônomo Félix Antonio Soupinski, que tem colhido 65 sacas por hectare, 15 a mais que na temporada, comemora os bons resultados.
  • Com médias acima de 60 sacas por hectare, agricultores de Campo Novo do Parecis, no Mato Grosso, estão animados com a colheita.
  • No ciclo atual, o casal de produtores Humberto Luiz Kohl e Fátima Kohl, que semeou 1,5 mil hectares de soja, obteve, até o momento, 63 sacas por hectare, quase vinte acima da safra passada.
  • O produtor Sergio Costa Beber Stefanelo diz que nunca obteve resultados tão positivos. Com apenas 25% da soja colhida, ele já pensa na safrinha de milho pipoca.
  • No Mato Grosso, a colheita da soja não para. De acordo com dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), divulgados nesta terça-feira (24), 11,49% dos 9,39 milhões de hectares semeados no ciclo 2016/17 passaram pelas colheitadeiras.
  • A equipe da Expedição Safra segue para o Mato Grosso do Sul, depois para o Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.