Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
O projeto está contemplado na parceria entre a companhia e a ONG World Animal Protection (Proteção Animal Mundial) que, juntas, estabeleceram um programa pioneiro entre as empresas do setor no Brasil. | Arquivo/Gazeta do Povo
O projeto está contemplado na parceria entre a companhia e a ONG World Animal Protection (Proteção Animal Mundial) que, juntas, estabeleceram um programa pioneiro entre as empresas do setor no Brasil.| Foto: Arquivo/Gazeta do Povo

A BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, assumiu o compromisso de, até 2025, empregar em todo seu processo industrial de alimentos apenas ovos provenientes de galinhas não submetidas a confinamento em gaiolas.

A matéria-prima é usada, na maioria das vezes, na produção de industrializados. “Esse é mais um passo que damos como demonstração de nosso esforço contínuo em obter avanços no compromisso assumido publicamente pela BRF com o bem-estar dos animais”, afirmou Sula Alves, gerente de sustentabilidade da BRF.

O projeto está contemplado na parceria entre a companhia e a ONG World Animal Protection (Proteção Animal Mundial) que, juntas, estabeleceram um programa pioneiro entre as empresas do setor no Brasil, com o objetivo de aprimorar os cuidados com os animais.

A parceria da BRF com a World Animal Protection envolve a construção de um plano de trabalho abrangente, baseado na transmissão de conhecimento e troca de experiências com o objetivo de avançar nas práticas de bem-estar animal. “ Vamos continuar engajados em desenvolver cada vez mais ações liderando mudanças e boas práticas no setor”, ressaltou Sula.

Ao longo dos anos, a companhia tem trabalhado para avançar de forma consistente nesta temática e ampliar o bem-estar dos animais de toda sua cadeia, como por exemplo, ao anunciar em 2014 a eliminação gradativa de celas de gestação em sua cadeia de fornecimento e produção de suínos até o final do ano de 2026.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]