i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Pecuária

Vacinação contra febre aftosa entra na reta final no PR

Produtores rurais devem fazer a vacina e comprovar que imunizaram seu rebanho por meio de um formulário

  • PorAntonio C. Senkovski
  • 25/05/2016 18:31
Nessa etapa, imunização e comprovação é obrigatória para animais com até 24 meses de idade | Josue Teixeira/Josue Teixeira
Nessa etapa, imunização e comprovação é obrigatória para animais com até 24 meses de idade| Foto: Josue Teixeira/Josue Teixeira

Termina na próxima terça-feira (31) o prazo para vacinar bovinos e búfalos contra a febre aftosa no Paraná. É importante lembrar que além de vacinar é preciso comprovar ao governo a vacinação (veja os locais onde comprovar a imunização). A comprovação pode ser feita presencialmente ou então pelo serviço on-line (http://www.gta.adapar.pr.gov.br/gta/publico/produtorId.asp).

Na etapa atual, a imunização é obrigatória para animais com até 24 meses de idade. A expectativa é que existam no estado 4,1 milhões de cabeças nessa faixa etária (no total são 9,2 milhões). Até a semana passada, 60% das cabeças já tinham sido submetidas ao procedimento, conforme informações da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar).

Inácio Kroetz, presidente da Adapar, diz que o ritmo de vacinação do rebanho estadual está melhor do que nos anos anteriores. Ele relata que em ciclos passados nesse período havia cobertura em torno de 40%. “Cada vez mais nós usamos as ferramentas de comunicação para alertar os produtores. E é uma questão de bons hábitos sanitários. Não é novidade [para os produtores] fazer a vacinação sempre nos meses de maio e em novembro”, diz.

De acordo com o presidente, a estimativa é que a vacinação atinja na fase voluntária até 97% do rebanho. “Hoje, não há porque o produtor tentar não vacinar, porque ele vai ser detectado”, alerta. A multa para quem não vacinar o gado é de R$ 915,70 para o produtor com até 10 animais na idade para vacinação obrigatória. Para quem tiver mais de 10 animais em idade obrigatória e não vacinados, estará sujeito à multa de R$ 91,57 por animal não vacinado.

Kroetz lembra que o fato de não ser feita a vacina não prejudica apenas o rebanho do produtor, porque a imunização é importante para toda a cadeia produtiva. “A bpa produtividade exige boas práticas de produção. Ninguém é obrigado a tratar verminose por lei, mas o produtor sabe que se não tratar, vai ter problema. E dentro da sanidade como um todo, entre outras coisas, está a obrigatoriedade de vacinação contra a febre aftosa, assim como outras obrigatoriedades que exigem atenção”, finaliza.

Dicas aos produtores

A Adapar recomenda comprar a vacina diretamente nos estabelecimentos registrados e autorizados pela Agência. A vacina deve ser mantida entre 2 e 8 graus, tanto no armazenamento e transporte, quanto durante o processo de vacinação do gado.

A Agência recomenda, também, adquirir a vacina nas datas mais próximas da aplicação planejada, evitando assim o armazenamento na propriedade por períodos prolongados. Esta medida diminui os riscos que podem comprometer a qualidade e a eficiência da imunização durante a vacinação.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.