Os preços da carne bovina ainda não alcançaram um teto, mostram as cotações desta semana. Conforme o setor, a oferta de animais gordos não supre a demanda interna e de exportação. E a alta do dólar contribui para elevar o valor da arroba, que atingiu R$ 137,5 ontem no Paraná. Em relação à média de outubro, houve alta de R$ 10.

A falta de bois está ligada à expansão da soja, que tirou área de praticamente todas as outras atividades agropecuárias. Com a escalada dos preços do boi gordo, no entanto, um novo ponto de equilíbrio está se desenhando, favorecendo investimentos na criação e engorda de bovinos. E o Paraná reflete um quadro nacional.

Em São Paulo, a arroba bovina passou ontem de R$ 144. A primeira vez que chegou a R$ 100 foi em 2010. Avançou R$ 10 três anos depois, em setembro de 2013. Os R$ 10 seguintes foram alcançados 11 meses depois. Para chegar a R$ 130 bastaram dois meses e, para os R$ 140, apenas um mês.

Limite em aberto

R$ 9,6 por quilo é quanto vale o boi em pé em São Paulo, Cotações nunca chegaram a esse patamar e sobem cada vez mais rapidamente.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]