i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Pecuária

De volta aos russos

  • Poragro@gazetadopovo.­com.br
  • 13/11/2012 21:22

A suinocultura voltou a depender das exportações à Rússia, motram dados divulgados ontem pela Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs). Mesmo com redução dos embarques à Argentina, as vendas externas aumentaram, graças ao incremendo dos negócios com e russos e ucranianos.

Outubro foi o melhor mês do ano para as exportações do setor. Com embarque de 61,74 mil toneladas, houve 33,64% de incremento em relação ao mesmo mês de 2011. O faturamento em cima desse volume foi de US$ 166,39 milhões, 23% maior. Nos primeiros dez meses deste ano, o Brasil exportou 489,92 mil toneladas de carne suína, 12,2% a mais que no mesmo período de 2011, arrecadando US$ 1,25 bilhão (+4,4%).

A Rússia, que vinha imposto restrições sanitárias ao suíno brasileiro, agora recebe 22,34% do volume exportado pelo Brasil. Só não supera a Ucrânia, que responde por 24%. A Argentina saiu da lista dos cinco principais importadores.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.